Mercados

Apple cai 7% em Frankfurt pela doença de Steve Jobs

Papéis da empresa despencaram na bolsa alemã depois que CEO divulgou sua licença médica

Steve Jobs, CEO da Apple: apesar do afastamento, presidente continuará tomando decisões (Justin Sullivan/Getty Images)

Steve Jobs, CEO da Apple: apesar do afastamento, presidente continuará tomando decisões (Justin Sullivan/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 22 de fevereiro de 2011 às 14h37.

Frankfurt - A Apple recuou nesta segunda-feira 7% na Bolsa de Frankfurt depois que seu executivo-chefe e co-fundador, Steve Jobs, anunciasse novo pedido de licença médica temporária para concentrar-se em seus problemas de saúde.

As ações da Apple desciam por volta das 13h30 (de Brasília) 7%, cotado a 242 euros.

Jobs permanecerá "envolvido nas decisões estratégicas" da companhia, apesar do afastamento temporário, como anunciou em comunicado enviado aos empregados.

No documento explica que comitê executivo da Apple havia outorgado "uma permissão temporária para concentrar-se em sua saúde", mas que continuará como executivo-chefe.

Acompanhe tudo sobre:AçõesAppleEmpresáriosEmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaPersonalidadesSteve JobsTecnologia da informação

Mais de Mercados

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, com cautela por política monetária

Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4) disparam mais de 10% após anúncio de parceria para voos no Brasil

Ibovespa opera em alta puxado por índices de NY

Votação para CEO da Petrobras, Campos Neto e Vale: os assuntos que movem o mercado

Mais na Exame