Acompanhe:

Ação do governo no câmbio estimula carry trade

Intervenções trouxeram de volta a atratividade dos títulos de dívida denominados na moeda do País

Modo escuro

Continua após a publicidade
Um brasileiro troca reais por dólares numa casa de câmbio no centro do Rio de Janeiro (Reuters)

Um brasileiro troca reais por dólares numa casa de câmbio no centro do Rio de Janeiro (Reuters)

B
Blake Schmidt, Ye Xie e Marisa Castellani

Publicado em 26 de julho de 2012 às, 11h40.

Última atualização em 7 de fevereiro de 2020 às, 12h24.

São Paulo/Nova York - As intervenções do governo no mercado de câmbio levaram o real a ser a moeda com maior queda de volatilidade no mundo e, com isso, trouxeram de volta a atratividade dos títulos de dívida denominados na moeda do país.

Se no início do ano o Banco Central e o Ministério da Fazenda fizeram compras de dólares e taxaram operações para enfraquecer o real, desde maio o governo tenta sustentar o real, que tem o pior desempenho entre moedas da América Latina. Isso reduziu as expectativas dos investidores de volatilidade do real em 2,5 pontos percentuais desde o fim de junho, para 12,5 por cento, com base na volatilidade implícita de três meses para as opções na moeda.

Menores flutuações estão dando aos investidores em carry-trade a chance de lucrar com os títulos da dívida brasileira depois que a queda do real no primeiro semestre minimizou os ganhos dos títulos em dólar. Apesar de o Brasil ter reduzido a taxa Selic de 12,25 por cento para 8 por cento desde agosto, a taxa ainda é bem maior do que a dos Estados Unidos, que está próxima de zero.

Nas operações de carry-trade, o investidor pega dinheiro emprestado de países com taxa de juros básica menor para comprar papéis de países com taxas mais altas.

“O real está estável na faixa em que vem se mantendo”, disse Marjorie Hernandez, estrategista de moedas do HSBC Securities USA, em entrevista por telefone de Nova York. “Quando isso acontece, tende a criar algumas oportunidades. O BC está ativo nas duas pontas.”

Últimas Notícias

Ver mais
Por que o dólar está subindo tanto? 3 fatores que explicam a alta da moeda
seloMercados

Por que o dólar está subindo tanto? 3 fatores que explicam a alta da moeda

Há 10 horas

Dólar fecha no maior valor em mais de um ano com fiscal e Treasuries no radar
seloMercados

Dólar fecha no maior valor em mais de um ano com fiscal e Treasuries no radar

Há 2 dias

BC lança moeda de R$ 5 em comemoração aos 200 anos da primeira Constituição; veja imagens
Economia

BC lança moeda de R$ 5 em comemoração aos 200 anos da primeira Constituição; veja imagens

Há 6 dias

Real depende de sinais do FED para recobrar fôlego após pressão no primeiro trimestre
seloMercados

Real depende de sinais do FED para recobrar fôlego após pressão no primeiro trimestre

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais