• AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
  • AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
Abra sua conta no BTG

Como as tecnologias de produtividade estão moldando o trabalho do futuro

Plataformas corporativas serão fundamentais no engajamento, no treinamento, na inclusão digital e nas experiências mais imersivas de comunicação
 (Divulgação/META)
(Divulgação/META)
Por exame.solutionsPublicado em 17/01/2022 11:00 | Última atualização em 17/01/2022 12:09Tempo de Leitura: 3 min de leitura

No futuro, o trabalho híbrido será uma realidade cada vez mais presente no dia a dia das empresas. Uma das reflexões trazidas pelo cenário de pandemia foi a necessidade de comunicação mais próxima e sinérgica entre equipes distantes e a liderança nos escritórios, afirma o diretor de Workplace from Meta para a América Latina, Adriano Marcandali. Esse formato heterogêneo, em que os colaboradores têm a opção de atuar tanto remotamente quanto no escritório, se consolida e torna-se mais viável graças às ferramentas de produtividade, como o Workplace.

“Para se adaptar a todas as mudanças que a pandemia trouxe, as empresas obviamente precisaram conectar seus funcionários. E essa comunicação passou a ter mais empatia também com os funcionários remotos e os da linha de frente”, observa Marcandali. Isso porque o número de colaboradores fora dos escritórios é grande, o que torna essencial uma comunicação mais interativa.

Marcandali foi o convidado da semana do podcast EXAME Carreiras. Ouça o conteúdo completo:

De acordo com o executivo, 80% das posições de trabalho nas empresas brasileiras são de funcionários da linha de frente e de localidades geográficas distantes. “São pessoas de lojas, centros de distribuição e fábricas, além de equipes descentralizadas e distribuídas geograficamente. Notamos que as empresas passaram a cuidar mais das pessoas e as colocaram no centro”, detalha.

Ou seja, além de levar informações críticas em tempo real e ao alcance dos funcionários, as empresas despertaram para a importância de aumentar o nível de engajamento interno. Há ferramentas de produtividade, por exemplo, que vão além da videoconferência e compartilhamento de arquivos. Algumas delas possibilitam a postagem de conteúdo multimídia de temas relacionados ao trabalho em que os colaboradores podem habilitar comentários e reações.

Diversidade e inclusão

A inclusão digital de colaboradores da linha de frente é outra vantagem das ferramentas de produtividade. Como boa parte deles se conecta à empresa através dos próprios dispositivos móveis, isso facilita o acesso às informações necessárias ao trabalho e portabilidade de conteúdo, segundo o executivo. Na vertente da diversidade, a criação de conteúdo e campanhas nas plataformas é uma forma de agregar públicos diversos nas empresas, explica Marcandali. “Todas essas nuances em relação à diversidade e à inclusão são potencializadas dentro das plataformas digitais e, obviamente, as empresas adotam isso dentro do mundo do trabalho.”

Metaverso

E o que esperar do metaverso no futuro do trabalho? Para Marcandali, o potencial é grande. O metaverso é um ambiente virtual imersivo que está sendo desenvolvido por diversas empresas de tecnologia, como a Meta, empresa que controla aplicativos como o Facebook, Instagram e WhatsApp. Nesse universo virtual, as pessoas poderão reunir-se com amigos e família, trabalhar, aprender, brincar e fazer compras por meio de diversas tecnologias, como realidade virtual, realidade aumentada e hologramas.

Trazendo para o mundo do trabalho, Marcandali cita que as primeiras aplicações vão de treinamento remoto e interativo mais imersivo, além de reuniões colaborativas com experiências intensivas de cocriação. Uma terceira possibilidade é ter um escritório pessoal virtual com lousa e ativos digitais que podem ser compartilhados com pessoas de diversos lugares. “Estamos indo muito além das telas 2D e em direção a experiências imersivas, como a realidade virtual e aumentada, para ajudar a construir essa evolução do que seria uma tecnologia social de trabalho dentro do metaverso”, segundo o executivo.