Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Projeto de lei argentino quer permitir pagamento de salários em bitcoin

Deputado argentino diz que pagamento em criptomoedas pode 'fortalecer autonomia e preservar poder de compra' de trabalhadores que optarem pelo método

Modo escuro

Projeto de lei quer permitir pagamento de salários com criptomoedas na Argentina (btgbtg/Getty Images)

Projeto de lei quer permitir pagamento de salários com criptomoedas na Argentina (btgbtg/Getty Images)

G
Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 7 de julho de 2021, 16h27.

O deputado argentino José Luis Ramón anunciou ter enviado ao Congresso, nesta quarta-feira, 7, um projeto de lei para permitir que trabalhadores em relação de dependência e exportadores de serviços possam receber seus salários em bitcoin ou outras criptomoedas.

No documento, Ramón diz que os trabalhadores poderiam escolher receber o salário integral ou parcial com a criptomoeda e que isso poderia fortalecer suas situações econômicas: "A ideia é que eles possam fortalecer sua autonomia e conservar o poder de compra da sua remuneração".

Os argentinos têm sofrido há alguns anos com a inflação e a desvalorização do peso argentino, o que os impossibilita de preservar seu patrimônio. Com o limite para compra de dólar, o bitcoin tem se tornado popular no país, como acontece em outros países que atravessam crises econômicas graves, como Nigéria e Venezuela.

“Esta iniciativa surge da necessidade de se promover uma maior autonomia e governança salarial, sem que isso implique perda de direitos ou exposição a situações de abuso no âmbito da relação de trabalho”, disse o deputado, nas redes sociais.

Membro do partido Protectora Fuerza Politica, de centro-esquerda, Ramón também tenta usar a lei como complemento àoutras leis que buscam desencorajar a dolarização da economia argentina. “Essa medida oferece um moderno mecanismo de preservação do poder aquisitivo da remuneração, sem implicar em sua conversão em moeda estrangeira, conforme a Lei 27.541 busca desestimular”, diz o texto do projeto.

De acordo com o deputado, a proposta também pode facilitar as remessas internacionais para o país, especialmente no caso de trabalhadores autônomos que prestam serviços no exterior. Este foi, aliás, um dos motivos pelos quais o presidente de El Salvador, Nayib Bukele, decidiu fazer o bitcoin uma moeda de curso legal no país centro-americano.

Na Argentina, entretanto, a lei, se aprovada, serviria para proteger apenas o pagamento de salários dos trabalhadores que optarem pelo método. Além disso, o projeto de lei não trata apenas do bitcoin, mas também cita o direito do trabalhador escolher a criptomoeda com a qual deseja receber, como bitcoin, ether, entre outras.

Últimas Notícias

ver mais
Província da Argentina planeja emitir sua própria criptomoeda
Regulação

Província da Argentina planeja emitir sua própria criptomoeda

Há um ano
Autoridade britânica investe R$ 75 milhões em campanha sobre criptomoedas
Regulação

Autoridade britânica investe R$ 75 milhões em campanha sobre criptomoedas

Há um ano
Criptomoedas podem se tornar agravante em pena de lavagem de dinheiro
Regulação

Criptomoedas podem se tornar agravante em pena de lavagem de dinheiro

Há um ano
Após Japão e Reino Unido, reguladores de outros países pressionam Binance
Regulação

Após Japão e Reino Unido, reguladores de outros países pressionam Binance

Há um ano
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais