Future of Money

Google contrata ex-executivo do PayPal para avançar no setor cripto

De acordo com seu novo executivo, a empresa está de olho no mercado de criptomoedas e busca evoluir junto com as demandas de seus usuários

Bill Ready revelou que a empresa anda "prestando muita atenção" no setor de criptoativos (Jason Alden/Bloomberg)

Bill Ready revelou que a empresa anda "prestando muita atenção" no setor de criptoativos (Jason Alden/Bloomberg)

Coindesk

Coindesk

Publicado em 19 de janeiro de 2022 às 16h17.

Última atualização em 20 de janeiro de 2022 às 10h59.

O Google contratou o ex-executivo do PayPal Arnold Goldberg para administrar sua divisão de pagamentos depois de ter desistido anteriormente de sua entrada no setor bancário, de acordo com um relatório da Bloomberg.

A contratação de Goldberg faz parte de uma estratégia maior da empresa para incorporar uma gama mais ampla de serviços financeiros, incluindo criptomoedas, disse o presidente comercial do Google, Bill Ready, à Bloomberg. Historicamente, o Google evitou oferecer criptomoedas como parte de seus serviços financeiros. A empresa não respondeu aos pedidos para comentar o caso.

No último semestre, a plataforma de criptomoedas Bakkt declarou que seu cartão de débito virtual da Visa estaria disponível para uso com Google Pay na internet e nas lojas. O suporte ao Google Pay da Bakkt segue os passos da Coinbase, que lançou suporte para Apple Pay e Google Pay para seus cartões no início deste ano.

Ready contou à Bloomberg que o Google está procurando fazer mais parcerias desse tipo com empresas de criptomoedas, incluindo a Coinbase, embora o Google ainda não esteja aceitando criptomoedas para transações.

“Cripto é algo em que prestamos muita atenção”, disse Ready. “À medida que a demanda do usuário e do comerciante evoluem, evoluiremos com isso”, disse ele à Bloomberg.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:BlockchainBloombergCriptoativosCriptomoedasEXAME-no-InstagramFinançasGoogle

Mais de Future of Money

Quatro criptomoedas com 'narrativas explosivas' para estudar agora

Lei de Inovação Financeira e Tecnologia para o Século 21: o que é e quais os impactos?

A revolução dos ativos digitais: uma análise das recentes mudanças no mercado de criptomoedas

Gigantes de Wall Street "financiam a poluição do bitcoin", diz Greenpeace

Mais na Exame