Future of Money

NFTs: criadores do Bored Ape Yacht Club anunciam aquisição dos CryptoPunks

Com a compra dos direitos autorais, a Yuga Labs anunciou que vai conceder os direitos comerciais dos tokens não fungíveis para que seus donos possam monetizá-los livremente

 (BAYC/CryptoPunks/Reprodução)

(BAYC/CryptoPunks/Reprodução)

Cointelegraph Brasil

Cointelegraph Brasil

Publicado em 13 de março de 2022 às 17h30.

A Yuga Labs, empresa criadora da popular coleção de NFTs Bored Ape Yacht Club (BAYC), anunciou na noite da última sexta-feira, 11, que comprou os direitos autorais completos dos CryptoPunks e dos Meebits, ambas propriedade da Larva Labs. A Bored Ape Yacht Club é a mais valiosa coleção de NFTs do mercado cripto, enquanto os CryptoPunks ocupam o segundo lugar.

A notícia foi divulgada através do Twitter e acrescentava ainda que a partir de agora os detentores de NFTs das duas coleções poderam explorá-los comercialmente, direito que detentores de NFTs da BAYC sempre tiveram.

Algumas grandes notícias para compartilhar hoje: a Yuga adquiriu as coleções CryptoPunks e Meebits da @LarvaLabs, e a primeira coisa que estamos fazendo é concedr direitos comerciais totais aos detentores de NFTs de ambas as coleções. Assim como acontece com os proprietários de BAYC e MAYC.

— Yuga Labs (@yugalabs)

Esse recurso inédito de possibilitar que os detentores de NFTs possam monetizá-los permitiu que Bored Apes tenham sido utilizados para a criação de uma banda nos moldes do Gorillaz que tem vida própria no metaverso, além de diversas campanhas de marketing de empresas que adquiriram NFTs da coleção. A Larva Labs não concedia este mesmo tipo de licença aos detentores de CryptoPunks, mesmo que houvesse demanda da comunidade punk nesse sentido.

Embora a Yuga Labs agora detenha os direitos das duas coleções de NFTs mais populares da história, o foco principal da empresa continha sendo suas criações originais, a BAYC e a coleção spin-off Mutant Ape Yacht Club.

Há muito admiramos os CryptoPunks e o trabalho dos fundadores do projeto, Matt & John. Eles impulsionaram os NFTs e o universo cripto mais amplo, e estamos honrados em levar as marcas que eles construíram para o futuro que estamos construindo na Yuga.

Deixamos claro: o ecossistema BAYC continuará sendo o centro do nosso universo. Acreditamos que o que é bom para os Punks é bom para os Apes e o resto do espaço. Da mesma forma, o que é bom para os macacos é bom para os punks. Queremos fazer o bolo crescer, não brigar por fatias.

— Yuga Labs (@yugalabs)

Dados do CryptoSlam mostram que as vendas de NFTs dos CryptoPunks no mercado secundário totalizaram US$ 18,8 milhões nas 24 horas que se seguiram ao anúncio da aquisição da coleção pela Yuga Labs. Um aumento de 1.219% em relação às 24 horas anterires à notícia.

O preço base de um NFT da coleção chegou a crescer 11%, batendo em 75 ETH, mas depois recuou e atualmente está em 70,69 ETH - aproximadamente US$ 181.000. O preço base é o valor mais baixo de um item de determinada coleção.

Já as negociações de NFTs do Meebits cresceram 529% nas 24 horas que se seguiram ao anúncio. E o preço mínimo de um item da coleção cresceu 32% e atingiu 5,6 ETH, o equivalente a US$ 14.500.

Mesmo os NFTs do BAYC foram impactados positivamente pelo anúncio, registrando um aumento de 307% em negociações depois do anúncio, enquanto preço base da coleção subiu para 94,9 ETH (US$ 243.000).

Conforme noticiou o Cointelegraph Brasil recentemente, a notícia surgiu em um momento em que a Yuga Labs vinha sendo questionada pela comunidade cripto devido à implementação de políticas "conheça seu cliente" (KYC) em um novo projeto desenvolvido em parceria com a Animoca Brands.

Para tomar parte no projeto, os usuários devem clicar em um link que os direciona a uma página que pede que eles conectem uma carteira Ethereum e em seguida exige que sejam fornecidas uma foto de sua carteira de motorista, passaporte ou outro documento de identidade, além de comprovante de endereço residencial. Por fim, é necessário tirar uma foto através da câmera do dispositivo em que estão fazendo a inscrição.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:ArteBlockchainCriptoativosNFTs

Mais de Future of Money

Análise: após o halving, tendência primária do bitcoin ainda é de alta

Blockchain vai ajudar a chegar em inteligência artificial geral, diz cientista da SingularityNET

Demanda pelo bitcoin após o halving será 5 vezes maior que a oferta, projeta corretora

Usuário perde mais de R$ 1 milhão após erro em transferência de criptomoedas

Mais na Exame