Acompanhe:

Uma cidade do interior do Paraná viu a produtividade da seu principal produto agrícola, o urucum, aumentar em 30% depois que o lodo de esgoto da empresa de saneamento do estado passou a ser usado no cultivo.

O lodo, proveniente da empresa Sanepar, foi adotado pelos agricultores de Paranacity que, juntamente com Cruzeiro do Sul, lideram o cultivo de urucum do estado e compõem a terceira maior região produtora do Brasil, com 600 hectares de urucuzeiros cultivados.

O agricultor José Monteiro, segundo a Sanepar, diz que a produtividade aumentou em 31% com o uso do lodo, empregado desde 2022. Após a aplicação do resíduo, em 2022, o produtor colheu 9,2 mil quilos de urucum. Já na safra anterior, foram cerca de 7 mil quilos. “Tive esse resultado, mesmo com geada e sem usar nenhum outro adubo químico ou cloreto de potássio. Espalhei a notícia e o pessoal que visita a roça ficou entusiasmado”, explica, em nota.

Projeto

As pesquisas sobre o uso agrícola do lodo, conduzidas pela Sanepar, começaram entre as décadas de 1980 e 1990. A aplicação como projeto piloto foi iniciada em 2002. Até hoje, segundo a empresa, foram destinadas cerca de 500 mil toneladas do resíduo para agricultores.

Em 2023, o lodo foi aplicado em, aproximadamente, 3 mil hectares, com a adesão de 144 agricultores, em 50 municípios. Especificamente no Noroeste do Paraná, onde fica Paranacity, foram destinadas cerca de 12 mil toneladas para 67 agricultores.

O lodo obtido por empresas de saneamento é rico em matéria orgânica e micronutrientes, como o zinco, e nutrientes — principalmente nitrogênio, fósforo, cálcio e magnésio e enxofre. Entre as culturas que se adaptam bem a este tipo de material estão as frutíferas, plantas de cobertura (aveia), café, cana-de açúcar, capineira, folhagem, milho, soja e trigo. No entanto, há restrições para a aplicação em hortaliças, pastagem e tubérculos, como amendoim e mandioca.

Uso do urucum

O urucum, também chamado de colorau, é conhecido pelo uso na indústria de alimentos, como corante, em produtos como queijos, massas, salgadinhos, recheios, coberturas, margarinas, manteigas e molhos. Também é adotado nas indústrias têxtil, química e farmacêutica, com ação cicatrizante, antioxidante e anti-inflamatória, além de ser ingrediente em bronzeador solar.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Olimpíadas de Paris: se chover, qualidade da água do Sena pode adiar maratona aquática
ESG

Olimpíadas de Paris: se chover, qualidade da água do Sena pode adiar maratona aquática

Há 3 horas

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração
ESG

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração

Há 9 horas

Mudanças climáticas vão exigir US$ 6,9 trilhões em infraestrutura sustentável
ESG

Mudanças climáticas vão exigir US$ 6,9 trilhões em infraestrutura sustentável

Há 23 horas

Colheita de soja 2023/2024 atinge 76,4% da área no País, mostra Conab
EXAME Agro

Colheita de soja 2023/2024 atinge 76,4% da área no País, mostra Conab

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais