Acompanhe:

Presidida por um representante do setor petroleiro, Sultan Al Jaber, a COP28 lançou neste sábado, 2, um pacto para a redução das emissões de metano do setor do petróleo e do gás.

Ao todo, 50 produtores endossaram o acordo. Entre eles, a Exxon Mobil Corp. e a Aramco, da Arábia Saudita. Ainda segundo o anúncio, um programa apoiará empresas que fabricam produtos altamente poluentes, como cimento e aço, que geram emissões são difíceis de reduzir.

A presença da Exxon Mobil Corp. e da Aramco, maiores empresas petrolíferas privadas e estatais do mundo, encabeçando o compromisso de emitir menor metano, é apontada por especialistas como pouco coerente, já que o compromisso de reduzir as emissões significaria encolher as suas próprias operações.

No entanto, apesar do pacto, nenhuma das companhias se compromete a reduzir a produção de petróleo e gás. A promessa é de diminuir a liberação de metano para perto de zero até 2030 e concluir o processo de queima de gás natural. O metano é apontado como um dos gases mais perigosos com efeito de estufa.

Proposta de petróleo e gás mais limpos

Parte interessada, Al Jaber, o presidente da COP28, argumentou que, mesmo que o mundo desenvolva mais energia sem carbono, o petróleo e o gás seguirão como parte do sistema energético nas próximas décadas. O caminho é torná-los mais limpos para minimizar o aquecimento.

A opinião é diferente dos ambientalistas, que vêm pressionando há meses a destituição de Al Jaber como presidente da COP28, já que se trata de um executivo de uma empresa petroleira.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Estoques de petróleo nos EUA crescem 3,514 milhões de barris, revela DoE
Economia

Estoques de petróleo nos EUA crescem 3,514 milhões de barris, revela DoE

Há 5 dias

Preço do etanol sobe em 14 Estados, afirma ANP
Economia

Preço do etanol sobe em 14 Estados, afirma ANP

Há 6 dias

Conta para conter urgência climática passa dos bilhões para trilhões de dólares
ESG

Conta para conter urgência climática passa dos bilhões para trilhões de dólares

Há uma semana

Petróleo Brent tem leve alta com relativo sangue frio dos investidores à tensão no Mar Vermelho
seloMercados

Petróleo Brent tem leve alta com relativo sangue frio dos investidores à tensão no Mar Vermelho

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais