ESG

EDP inaugura maior parque solar da Europa e lança assinatura para consumidor no ES

A previsão da empresa é chegar a uma produção anual de 330 GWh em Portugal; volume é suficiente para abastecer 100 mil famílias, equivalente a 1% da população do país

Crescimento: a EDP Renováveis passa a ter uma capacidade solar instalada de 540 MW em Portugal (EDP/Divulgação)

Crescimento: a EDP Renováveis passa a ter uma capacidade solar instalada de 540 MW em Portugal (EDP/Divulgação)

Paula Pacheco
Paula Pacheco

Jornalista

Publicado em 18 de março de 2024 às 14h28.

A EDP Renováveis (EDPR), o quarto maior produtor mundial de energia renovável, iniciou a operação do maior parque de energia solar da Europa. A Central Fotovoltaica de Cerca, no norte de Portugal, tem capacidade para gerar 202 megawatts (MW) . O projeto português tem cerca de 310 mil painéis solares bifaciais, que absorvem energia solar de ambos os lados.

A previsão é chegar a uma produção anual de 330 gigawatts/hora (GWh). O volume é suficiente para abastecer 100 mil famílias - o equivalente a, aproximadamente, 1% da população de Portugal. Segundo a companhia, a energia gerada permite evitar a emissão de 170 toneladas de CO2 por ano.

Com o novo projeto, segundo nota divulgada pela empresa, a EDP Renováveis passa a ter uma capacidade solar instalada de 540 MW no país e tem planos de "colocar em operação mais 1 GW de energia renovável em Portugal até 2026”.

“Na EDP, estamos a olhar para dezenas de novos projetos solares que darão um importante contributo para o caminho” da transição energética, informou, por meio de nota, Duarte Bello, administrador executivo da EDP Renováveis para a Europa e América Latina.

Meta

Em 2024, a EDPR prevê acrescentar mais 4 GW de capacidade instalada adiciona - 85% estão em construção e 15% deverão iniciar a construção nos próximos meses. Cerca de 80% está distribuída entre a Europa e os Estados Unidos.

A empresa tem se concentrado no desenvolvimento de projetos solares a nível global. A estratégia inclui centrais de energia solar descentralizadas de grande escala, mas também pequenas.

A EDP Renováveis planeja destinar metade do seu investimento global até 2026 para a energia solar em projetos de larga escala e geração descentralizada. Atualmente, a capacidade solar instalada é de 4,3 GWp, com destaque para os projetos de Pereira Barreto (203 MWp), no Brasil, Los Cuervos (200 MWp), no México, e Xuan Thien (199 MWp), no Vietnã. No solar descentralizado, a EDP informa contar com mais de 1,7 GWp de capacidade instalada nas quatro regiões globais onde atua.

Projeto capixaba

No Brasil, a EDP passou a oferecer aos clientes residenciais do Espírito Santo o acesso a energia fotovoltaica por meio do Programa Solar Digital. Com isso, além de atender pequenos e médios empresários, a empresa inclui um novo segmento ao serviço de assinatura de energia solar. Para acelerar a expansão da base de atendimento, será concedido um desconto de até 18% na fatura de energia elétrica para quem aderir até 31 de março.

Segundo a empresa, os clientes com uma fatura mensal de energia elétrica a partir de R$ 250 podem ter energia solar sem gastar com a instalação de placas fotovoltaicas ou alterações na rede elétrica. 

Acompanhe tudo sobre:Energia renovávelEnergia solarPortugalEDPEspírito SantoPMEs

Mais de ESG

A estratégia por trás do turismo em um dos maiores aterros sanitários da América Latina

O novo plano da Dow para tornar suas fábricas à prova de falta d'água

Metade de manguezais, importantes para combater mudanças climáticas, está em risco de colapso

Rede de hotéis reverte 20 anos de perdas em Sauípe com ESG; agora, estrutura metas para expandir

Mais na Exame