Esfera Brasil
Acompanhe:

Parcerias público-privadas estão na mira dos governantes, diz Fátima Bezerra

Governadora reeleita do Rio Grande do Norte acredita que união com empresários vai ajudar na criação de empregos em seu estado

A governadora reeleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), no Fórum Esfera Brasil (Iara Morselli/Divulgação)

A governadora reeleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), no Fórum Esfera Brasil (Iara Morselli/Divulgação)

E
Esfera Brasil

19 de dezembro de 2022, 10h01

A união com empresários é uma das estratégias políticas para o crescimento econômico do Brasil nos próximos quatro anos. O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) disse recentemente que uma das táticas do novo governo para zerar as filas do SUS será a contratação da iniciativa privada. Governadora reeleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) acredita que a parceria com a iniciativa privada também ajudará na criação de empregos, um dos objetivos de seu novo mandato.

“Os primeiros quatro anos foram para arrumar a casa, sanear as contas. Agora, no segundo mandato, nós vamos avançar no projeto de desenvolvimento sustentável em curso, com geração de empregos, combate à fome, fortalecimento das políticas sociais e ampliação da nossa capacidade de investimento”, afirmou a governadora no Fórum Esfera Brasil.

Fátima tem boas expectativas com o retorno de Lula (PT) à Presidência. “A chegada do Lula traz de volta o diálogo com a sociedade, com os empresários, o setor produtivo e os trabalhadores. Implementando uma política econômica que traga o crescimento da economia de volta com responsabilidade fiscal e social”, avaliou.

A governadora considera essencial a troca entre gestores políticos e representantes do empresariado. Para ela, o debate precisa ser plural, além do Executivo, ouvir o Legislativo, o Judiciário e a iniciativa privada.