Esfera Brasil
Um conteúdo Esfera Brasil

B3 deve realizar novos leilões de petróleo e gás nos próximos meses

Ministério de Minas e Energia e PPSA preparam calendário para dar previsibilidade ao mercado

Projeções apontam para uma produção diária com potencial para ultrapassar a marca dos 500 mil barris por dia a partir de 2029. (Germano Lüders/Exame)

Projeções apontam para uma produção diária com potencial para ultrapassar a marca dos 500 mil barris por dia a partir de 2029. (Germano Lüders/Exame)

Esfera Brasil
Esfera Brasil

Plataforma de conteúdo

Publicado em 8 de maio de 2024 às 13h29.

Pelo menos três leilões na B3, em São Paulo, devem movimentar o setor de energia nos próximos meses. Segundo o Ministério de Minas e Energia (MME), a estatal Pré-Sal Petróleo (PPSA) deverá comercializar novos contratos das parcelas de petróleo e gás natural da União nos contratos de partilha de produção e na Jazida Unitizada de Tupi, localizada na Bacia de Santos.

Dois leilões devem ocorrer até abril de 2025. Um leilão exclusivo de gás, ainda em avaliação, não tem previsão de data. Para o ministro Alexandre Silveira, os recursos serão fundamentais para assegurar investimentos em saúde, educação e na transição energética, por meio do Fundo Social.

Com objetivo de dar previsibilidade ao mercado, MME e PPSA preparam um calendário de divulgação com o cronograma dos leilões.

“Estamos definindo os volumes de óleo que iremos disponibilizar em cada um dos certames. Sabemos que a curva da União é crescente e, por isso, decidimos estabelecer um calendário para oferecer previsibilidade aos compradores. Entendemos que essa estratégia poderá resultar em maior competitividade e melhores resultados para a União”, disse a presidente interina da PPSA, Tabita Loureiro.

Pré-sal lidera produção brasileira

Os campos do pré-sal seguem na liderança da produção brasileira e correspondem a 78,6% do total de petróleo e gás produzido no País. No comparativo do mês de março, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a produção de petróleo cresceu 7,7% em relação ao mesmo período de 2023, enquanto a de gás teve um acréscimo de 3,9%.

Projeções apontam para uma produção diária com potencial para ultrapassar a marca dos 500 mil barris de petróleo por dia a partir de 2029. Para os próximos anos, é esperado que a produção passe dos atuais 50 mil barris por dia para 103 mil em 2025 e 234 mil em 2026.

Em relação ao gás natural, a previsão é que a produção alcance 1,7 milhão de m³ por dia. Em 2028, deve chegar a 2,9 milhões de m³ diários, e, em 2029, a 3,5 milhões de m³/dia.

Segundo a PPSA, outros três leilões de petróleo já foram realizados pela estatal na B3. No último, ocorrido em novembro de 2021, foram negociadas as produções da União de longo prazo de Mero, Búzios, Sapinhoá e Tupi. Já em relação à produção nos campos de Sépia e Atapu, novos contratos têm sido comercializados por meio de consulta direta ao mercado.

Acompanhe tudo sobre:Petróleo

Mais de Esfera Brasil

Relatório vê viabilidade técnica e ambiental para recuperação da BR-319, entre Manaus e Porto Velho

Transformação digital pode aumentar produtividade e reduzir custos, diz Márcio Elias Rosa

Segurança passa por investimentos em tecnologia e inteligência, diz Pierpaolo Bottini

Setor de saúde e medicamentos reforça pedido por exceções na reforma tributária

Mais na Exame