Governo e Petrobras têm vitória no STF sobre venda de ativos da TAG

Com isso, a estatal petrolífera deverá receber uma injeção nos próximos dias de 8,6 bilhões de dólares pela concretização da operação
Engie: mais cedo, elétrica francesa disse que não iria desistir da aquisição junto à Petrobras da TAG (Charles Platiau/Reuters)
Engie: mais cedo, elétrica francesa disse que não iria desistir da aquisição junto à Petrobras da TAG (Charles Platiau/Reuters)
R
Reuters

Publicado em 06/06/2019 às 20:47.

Última atualização em 06/06/2019 às 20:59.

Brasília — O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou na noite desta quinta-feira a venda da Transportadora Associada de Gás (TAG), subsidiária da Petrobras, a um consórcio integrado pela elétrica francesa Engie, pouco após o plenário da corte ter determinado que venda do controle acionário de subsidiárias de estatais não precisa de um aval do Congresso Nacional.

Com isso, a estatal petrolífera deverá receber uma injeção nos próximos dias de 8,6 bilhões de dólares pela concretização da operação, suspensa há duas semanas.