Acompanhe:

Servidores do BC anunciam greve em dia de Copom; saiba os serviços que podem ser afetados

A greve vai acontecer no mesmo dia em que o Comitê de Política Monetária (COPOM) realizará a última reunião do ano para discutir a taxa básica de juros, a Selic

Modo escuro

Continua após a publicidade
BC: greve não deve impactar divulgação do Copom (Marcelo Casal/Agência Brasil)

BC: greve não deve impactar divulgação do Copom (Marcelo Casal/Agência Brasil)

O sindicato nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal) anunciou uma paralisação de 24 horas a partir das 14h30 na próxima quarta-feira, 13. Entre as reivindicações dos servidores estão a criação de uma retribuição por produtividade institucional, reajuste nas tabelas remuneratórias, exigência de nível superior para cargo técnico, mudança do nome do cargo de analista para auditor.

Os trabalhadores vão discutir na próxima quarta-feira a entrega de cargos comissionados e a indicação de greve por tempo indeterminado.

A greve vai acontecer no mesmo dia em que o Comitê de Política Monetária (COPOM) realizará a última reunião do ano para discutir a taxa básica de juros, a Selic. Conforme expectativa majoritária do mercado e indicação da própria autoridade monetária, a queda será de 0,5 ponto percentual. Como a reunião depende da participação de diretores, o anúncio da decisão sobre a Selic não deverá ser afetado pela paralisação. 

Fábio Faiad, presidente do Sinal, disse que a mobilização se tornou inevitável diante da negligência do governo e do tratamento assimétrico entre carreiras estrategicamente importantes. "É fundamental destacar que os servidores do BC entendem a situação fiscal complicada do país em 2024, e, por isso, aceitam que a proposta seja parcelada em 3 anos (com maior impacto em 2025 e 2026). O que não é aceitável é a situação atual: ausência de qualquer proposta por parte do governo", disse em nota.

Pix será afetado com a greve no BC?

Segundo o sindicato, a greve pode dificultar a gestão do BC, com atrasos e não-entrega de serviços, pela falta de gerentes e coordenadores para assinarem e autorizarem a execução dos serviços. Os servidores afirmam que a manutenção do Pix pode ser prejudicada, com risco para a continuidade dos serviços. A expectativa para a conclusão de projetos, como o Drex, supervisão de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Financiamento do Terrorismo, e regulamentação de ativos virtuais, também podem ser afetados.

Possíveis impactos em cenário de greve dos servidores do BC:

  • A greve pode obstruir profundamente a gestão do Banco Central, resultando em atrasos e não-entrega de serviços;
  • A manutenção do Pix pode ficar prejudicada, trazendo risco à continuidade dos serviços;
  • Expectativa de maior impacto na conclusão de projetos em curso, como o Drex, supervisão de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Financiamento do Terrorismo, e regulamentação de ativos virtuais.
  • Possíveis adiamentos e suspensões de atividades com a participação dos agentes do mercado financeiro.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Aumenta a confiança da indústria, diz pesquisa da FGV
Economia

Aumenta a confiança da indústria, diz pesquisa da FGV

Há 22 horas

IFI reduz estimativa para dívida bruta em 2024, de 78,8% para 77 7% do PIB
Economia

IFI reduz estimativa para dívida bruta em 2024, de 78,8% para 77 7% do PIB

Há um dia

Blinken diz que Argentina 'pode contar' com EUA para estabilizar sua economia
Economia

Blinken diz que Argentina 'pode contar' com EUA para estabilizar sua economia

Há um dia

Governo prorroga inscrições de programa para participação de mulheres no comércio exterior
Economia

Governo prorroga inscrições de programa para participação de mulheres no comércio exterior

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais