Acompanhe:

Serasa: diminui procura do consumidor por crédito

Serasa acredita que desaceleração foi causada pelas medidas do Banco Central para conter o crédito

Modo escuro

Continua após a publicidade
Comércio em São Paulo: crédito acumula crescimento de  12,4% em 2011 (Alexandre Battibugli/EXAME.com)

Comércio em São Paulo: crédito acumula crescimento de 12,4% em 2011 (Alexandre Battibugli/EXAME.com)

C
Circe Bonatelli

Publicado em 10 de maio de 2011 às, 15h46.

São Paulo - A procura dos consumidores por crédito caiu 3% em abril ante março deste ano e cresceu 10,6% em relação a abril de 2010, de acordo com pesquisa divulgada hoje pela Serasa Experian. No primeiro quadrimestre do ano, a procura por crédito acumula um crescimento de 12,4% em relação a igual período do ano passado. Se comparada ao acumulado do primeiro trimestre, quando houve crescimento de 12,9%, a procura por crédito apresenta leve desaceleração.

Segundo a Serasa, a desaceleração na demanda dos consumidores por crédito no acumulado do ano está sendo determinada pelas medidas macroprudenciais adotadas pelo Banco Central em dezembro e pelo atual ciclo de elevação das taxas de juros, que deverá se prolongar por mais alguns meses.

A pesquisa mostra que os consumidores de baixa renda (que ganham até R$ 500 por mês) são os que mais buscaram crédito. De janeiro a abril deste ano, a expansão registrada por esta classe de renda foi de 41,8%. Em seguida, estão consumidores que ganham entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por mês, com alta de 20,4% na procura por crédito.

Já o menor ritmo de crescimento foi registrado pelos consumidores cuja renda mensal está entre R$ 1 mil e R$ 2 mil, com alta de apenas 4,6% em relação ao primeiro quadrimestre de 2010. Nesse período, não houve retração na procura por crédito em nenhuma das faixas de renda avaliadas pela Serasa Experian. Na faixa de R$ 500 a R$ 1 mil por mês, a procura cresceu 14,4% no acumulado de janeiro a abril; a faixa de renda de R$ 2 mil a R$ 5 mil registrou alta de 12,8%; e entre os que têm renda acima de R$ 10 mil, a demanda subiu 10,3% no quadrimestre.

Na avaliação por regiões, a pesquisa mostra que o Nordeste teve a maior alta na procura por crédito no primeiro quadrimestre de 2011, com expansão de 18,7%. Em seguida, estão as regiões Norte (12,3%), Sudeste (11,4%), Centro-Oeste (11,1%) e Sul (10,3%).

Últimas Notícias

Ver mais
Os FIDCs estão na idade da pedra. A Black 101 quer trazê-los para a era da IA
Exame IN

Os FIDCs estão na idade da pedra. A Black 101 quer trazê-los para a era da IA

Há 6 horas

Lula faz nova reunião sobre crédito depois de adiar lançamento de medida
Economia

Lula faz nova reunião sobre crédito depois de adiar lançamento de medida

Há um dia

CVC Capital Partners quer captar US$ 1,33 bilhão em IPO – se o Oriente Médio deixar
Exame IN

CVC Capital Partners quer captar US$ 1,33 bilhão em IPO – se o Oriente Médio deixar

Há um dia

Além de óculos e relógios: Chilli Beans abre o leque e aposta em bebidas e caixas de som
Casual

Além de óculos e relógios: Chilli Beans abre o leque e aposta em bebidas e caixas de som

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais