Economia

Reunião reforçou o objetivo do governo com a eficiência do gasto público, diz Rui Costa

Declaração do ministro foi feita em meio a dúvidas sobre a meta fiscal de déficit zero no ano que vem

Rui Costa, ministro da Casa Civil  (Joédson Alves/Agência Brasil)

Rui Costa, ministro da Casa Civil (Joédson Alves/Agência Brasil)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 3 de novembro de 2023 às 17h16.

Última atualização em 3 de novembro de 2023 às 17h49.

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, disse que a reunião ministerial com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reforçou o objetivo do governo com a eficiência do gasto público e que não há possibilidade de aumentar gastos fora do planejamento econômico. A fala foi dada em meio a dúvidas sobre a meta fiscal de déficit zero no ano que vem.

"O que o presidente disse hoje é que quer eficiência no gasto público. Se tem escola ou hospital iniciado, tem de ser concluído, servir à população. Porque não adianta ficar com dinheiro no caixa do ministério", afirmou.

O objetivo da agenda que incluiu os demais ministros do setor de infraestrutura foi ouvir o que já foi feito para o Novo PAC em 2023, além de discutir o orçamento diante de dúvidas sobre a meta fiscal do próximo ano.

O Estadão/Broadcast mostrou que Rui Costa é um dos principais defensores da mudança da meta. O objetivo de Costa e de parte da ala política é impedir que haja contingenciamento de verbas do Orçamento no próximo ano, o que poderia inviabilizar a realização de obras em período eleitoral.

Além do ministro da Casa Civil, estiveram presentes na reunião com Lula os ministros de Minas e Energia, Alexandre Silveira, dos Transportes, Renan Filho, das Cidades, Jader Filho, de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, além do ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Acompanhe tudo sobre:Rui CostaMinistério da Casa CivilGoverno Lula

Mais de Economia

Repasses federais ao RS poderão ser consultados na internet

Argentina entra em recessão técnica após PIB cair 5,1% em meio a medidas de Milei

Lula e Fernando Henrique se encontram em São Paulo

INSS: dados de milhões de beneficiários ficam expostos depois de múltiplos acessos suspeitos

Mais na Exame