Puxado pelo Brasil, desemprego na América Latina sobe a 8,1%

Segundo a OIT, níveis "não foram registrados nem mesmo durante a crise financeira internacional 2008-2009"
Desemprego: taxa aumentou 1,5 ponto percentual (.)
Desemprego: taxa aumentou 1,5 ponto percentual (.)
A
AFP

Publicado em 14/12/2016 às 14:29.

Última atualização em 14/12/2016 às 14:29.

O desemprego na América Latina e no Caribe subiu a 8,1% em 2016, seu nível mais alto desde a última crise financeira internacional, que caminha de mãos dadas com o desempenho econômico negativo na região, principalmente no Brasil, informou nesta quarta-feira a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

"A taxa de desocupação regional voltou a aumentar, desta vez de forma abrupta, ao passar de 6,6% em 2015 a 8,1% (estimativa preliminar) em 2016. Ou seja, aumentou 1,5 ponto percentual", disse a OIT em seu "Panorama Laboral 2016" apresentado em Lima.

"Estes são níveis que não foram registrados nem mesmo durante a crise financeira internacional 2008-2009", acrescentou.