Economia

Payroll: EUA criam 175 mil postos de trabalho em abril, menos que o esperado

Analistas consultados pelo Projeções Broadcast previam 225 mil postos de trabalho

Payroll: geração de empregos vem abaixo do esperado (Brendan Mcdermid/Reuters)

Payroll: geração de empregos vem abaixo do esperado (Brendan Mcdermid/Reuters)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 3 de maio de 2024 às 11h01.

A economia dos Estados Unidos criou 175 mil empregos em abril, em termos líquidos, segundo relatório do payroll (taxa de desemprego) publicado nesta sexta-feira, 3, pelo Departamento do Trabalho do país.

O resultado ficou abaixo da mediana das expectativas de analistas consultados pelo Projeções Broadcast, de 225 mil postos de trabalho, e perto do piso das estimativas, que variavam de 150 mil a 275 mil vagas.

O relatório, conhecido como payroll, mostrou também que a taxa de desemprego dos EUA aumentou para 3,9% em abril, ante 3,8% em março. A previsão era de que a taxa permaneceria em 3,8% no mês passado.

O Departamento do Trabalho também revisou para cima o número de criação de empregos de março, de 303 mil para 315 mil, mas ajustou para baixo o de fevereiro, de 270 mil para 236 mil.

Em abril, o salário médio por hora teve alta de 0,20% em relação a março, ou US$ 0,07, a US$ 34,75, variação que ficou abaixo da projeção do mercado, de 0,30%. Na comparação anual, houve ganho salarial de 3,92% no último mês, inferior à previsão de 4%.

Acompanhe tudo sobre:PayrollEstados Unidos (EUA)

Mais de Economia

Marco dos seguros avança no Senado e segue para o plenário da Casa

Pistas de Lula sobre perfil do próximo presidente do BC assustam banqueiros e gestores

Brasil poderá ser exportador de SAF para África e América do Sul, diz ministro de Aeroportos

Petrobras faz acordo com União e impacto no lucro será de R$ 11 bilhões

Mais na Exame