Acompanhe:

OMC faz alerta sobre protecionismo e risco de "guerra comercial"

O presidente da OMC indicou que a retórica protecionista que existe atualmente é "muito forte" e que há o risco de ela se traduzir em ações concretas

Modo escuro

Continua após a publicidade
Roberto Azevêdo: o chefe da OMC, no entanto, acrescentou que a linguagem política costuma ser mais dura que as ações (Denis Balibouse/Reuters)

Roberto Azevêdo: o chefe da OMC, no entanto, acrescentou que a linguagem política costuma ser mais dura que as ações (Denis Balibouse/Reuters)

E
EFE

Publicado em 2 de agosto de 2017 às, 18h57.

Cidade do Panamá - O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), o brasileiro Roberto Azevêdo, disse nesta quarta-feira que está "preocupado" com retórica protecionista crescente em certos países e alertou sobre o possível risco de uma "guerra comercial".

"O risco de uma guerra comercial é muito claro. Quando um país, não importa qual, aplica medidas unilaterais, há uma resposta de outros (países) e podemos chegar a um efeito dominó", afirmou Azevêdo na capital do Panamá após se reunir com empresários locais.

O brasileiro indicou que a retórica protecionista que existe atualmente é "muito forte" e que há o risco de ela se traduzir em ações concretas.

"A OMC nunca está tranquila, está sempre preocupada. Evidentemente a retórica preocupa porque não existe em abstrato, a retórica existe porque há tensões e essas tensões podem levar a ações", indicou o diretor, sem fazer referência a nenhum país especificamente.

O chefe da OMC, no entanto, acrescentou que a linguagem política costuma ser mais dura que as ações e lembrou que, desde o estopim da crise econômica de 2008, apenas 5% do comércio mundial foi afetado por medidas protecionistas unilaterais.

Azevêdo, que está no cargo desde 2013, afirmou também em declarações a jornalistas que todo mundo perde em uma guerra comercial e que por isso é "obrigação" do organismo internacional tentar evitá-la.

O brasileiro insistiu, além disso, na ideia de que a maior parte dos empregos não é perdida por conta da globalização, mas pelo rápido progresso tecnológico e a introdução da robótica em todos os tipos de comércio, o que fará com que alguns empregos desapareçam totalmente em um curto espaço de tempo.

Últimas Notícias

Ver mais
PIB global deve crescer 2,6% em 2024 e 2,7% em 2025, projeta OMC
Economia

PIB global deve crescer 2,6% em 2024 e 2,7% em 2025, projeta OMC

Há uma semana

China processa EUA na OMC por políticas de subsídios discriminatórias para veículos elétricos
Mundo

China processa EUA na OMC por políticas de subsídios discriminatórias para veículos elétricos

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais