Acompanhe:

Novas regras de socorro a estados e municípios serão enviadas em único projeto à Câmara; veja agenda

PL das contas públicas deve ser apresentado em agosto aos deputados. Líderes avaliam que volume de propostas não prejudica pauta

Modo escuro

Continua após a publicidade
A proposta vai se somar à análise de outras pautas econômicas já em tramitação e mais duas que o ministro Fernando Haddad (reprodução/Agência Brasil)

A proposta vai se somar à análise de outras pautas econômicas já em tramitação e mais duas que o ministro Fernando Haddad (reprodução/Agência Brasil)

O Ministério da Fazenda vai enviar as propostas de mudanças no Regime de Recuperação Fiscal (RRF) e na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) à Câmara dos Deputados por meio de um único Projeto de Lei complementar.

A proposta vai se somar à análise de outras pautas econômicas já em tramitação e mais duas que o ministro Fernando Haddad ainda quer enviar.

Confira as pautas econômicas na Câmara a partir de agosto:

Reforma Tributária sobre o consumo (que voltará do Senado);

Arcabouço fiscal, que também volta do Senado com alterações;

PL das contas públicas (mudanças na RRF e LRF);

MP das Apostas Esportivas, que seguirá para a Câmara após análise de comissão mista;

PL de taxação dos super-ricos, que deve analisado apenas no fim do ano;

Reforma do Imposto de Renda, que será enviada por Haddad após a finalização da reforma de impostos sobre consumo.

Apesar do número elevado de textos do governo a serem pautados no segundo semestre, líderes negam que haverá um congestionamento de projetos, ou que algum deles será paralisado. As prioridades devem ser elencadas pelo presidente Arthur Lira (PP-AL) na semana que vem.

- Também votamos várias matérias no primeiro semestre. O colégio de líderes vai agora fazer uma agenda de pautas. É positiva (a apresentação de novas propostas) e demonstra que o governo precisava realmente ser reestruturado - disse o líder do MDB, Isnaldo Bulhões (MDB-AL)

Aliados de Haddad acreditam que este semestre será menos congestionado que o primeiro no Congresso, quando os parlamentares analisaram arcabouço fiscal, Carf, Reforma Tributária e uma série de medidas provisórias do governo Lula.

A prioridade política do ministério da Fazenda, logo no início de agosto, será concentrar os esforços de articulação na Reforma Tributária no Senado. O PL do Carf, que estará na mesma Casa, já é considerado como resolvido por auxiliares do ministro Haddad, assim como o arcabouço fiscal que será novamente analisado pela Câmara.

Veja as pautas econômicas em tramitação no Senado:

Reforma Tributária do consumo;

PL do Carf;

Demais matérias que sejam aprovadas na Câmara

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Dívida Pública Federal cai 1,08% e fecha janeiro em R$ 6,449 trilhões
Economia

Dívida Pública Federal cai 1,08% e fecha janeiro em R$ 6,449 trilhões

Há 5 horas

Inflação deve continuar a desacelerar, com perda de impacto de choques passados, diz Lagarde
Economia

Inflação deve continuar a desacelerar, com perda de impacto de choques passados, diz Lagarde

Há 6 horas

Governo lança programa proteção cambial para investimento verde com R$ 27 milhões do BID
Economia

Governo lança programa proteção cambial para investimento verde com R$ 27 milhões do BID

Há 6 horas

No G20, líder do FMI diz que é preciso concluir tarefa para conter inflação e elogia Brasil
Economia

No G20, líder do FMI diz que é preciso concluir tarefa para conter inflação e elogia Brasil

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais