Nova geração chinesa está impulsionando febre do ouro

Público de 25 a 34 anos se tornou o principal consumidor do metal, com sua proporção aumentando de 16% para 59% em 2023

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 14 de fevereiro de 2024 às 19h40.

Última atualização em 14 de fevereiro de 2024 às 19h58.

A China tem vivenciado uma nova febre do ouro, liderada pela nova geração chinesa. De acordo com estatísticas da Associação Chinesa de Ouro, em 2023, o consumo nacional do metal atingiu quase 1090 toneladas, um aumento de 8,78% em relação ao ano anterior. A faixa etária de 25 a 34 anos se tornou a principal força consumidora de ouro, com sua proporção aumentando de 16% para 59% em 2023.

Há vários fatores por trás do crescente interesse dos jovens chineses pelo ouro. Por um lado, com o ressurgimento da moda na China, os joalheiros estão se esforçando para criar mais joias de ouro elegantes que incorporam elementos estéticos e culturais tradicionais chineses, atraindo cada vez mais consumidores jovens.

Por outro, devido ao desempenho relativamente positivo do ouro nos mercados de capital nos últimos anos, os jovens chineses estão vendo o ouro como um produto de investimento.

Com o feriado prolongado de Ano Novo Chinês, fevereiro desde ano é o período de auge para as lojas de ouro em todo o país, com muitos consumidores jovens fazendo compras. Um casal de vinte e poucos anos, Wang Yinghao e Zhao Wenxiu, gastou mais de RMB 7 mil (cerca de US$ 1 mil) em uma loja de ouro em Jinan, na província de Shandong, comprando um colar de ouro e uma pulseira de ouro para seus pais.

“Os estilos de design de joias de ouro hoje em dia são requintados”, disse o proprietário da loja de ouro, Xia Liuxia. Colares de ouro puro, pulseiras, anéis e outros itens com valores entre RMB 2 mil e RMB 3 mil são os mais populares entre os jovens consumidores.

Apelo da moda

A característica da “moda chinesa” é a incorporação de elementos culturais tradicionais em designs únicos. Como resultado, cada vez mais joalherias de ouro na China estão aderindo a essa tendência, projetando produtos de joalheria que incorporam elementos da cultura tradicional chinesa para atender às demandas estéticas dos consumidores jovens.

Em uma loja de ouro em Jinan, um pingente de ouro em forma de cadeado, gravado com carpas e flores de lótus, é um dos mais vendidos e populares entre as joias de ouro na plataforma de mídia social “Xiaohongshu” na China.

Nos últimos anos, a atualização de antigas técnicas de ourivesaria chinesa, como “ouro antigo” e “ouro rígido”, tem proporcionado mais possibilidades para designs inovadores.

Ding Xiaokang, responsável pelo varejo do Shandong Gold Group, disse: “Estamos buscando ativamente colaborações com universidades, herdeiros de patrimônio cultural intangível e instituições de arte e cultura para explorar melhor a integração da cultura tradicional e a inovação em design e artesanato de joias de ouro, trazendo vitalidade para a indústria do ouro.”

Wang Zhongwu, professor da Escola de Filosofia e Desenvolvimento Social da Universidade de Shandong, afirmou que, em um passado recente, o ouro simbolizava o bom gosto da geração mais velha, mas agora é uma declaração de identidade da geração Y, representando estilo pessoal e lealdade cultural.

Os chineses, especialmente a geração mais jovem, estão aceitando o ouro como um investimento seguro devido à sua menor volatilidade e risco reduzido.

Dados da Bolsa de Ouro de Xangai mostram que, no final de dezembro de 2023, o ouro com pureza de 99,99% ou superior estava sendo negociado a RMB 479,59 por grama, um aumento de 16,69% em relação ao preço de abertura no início de 2023.

Em uma agência do Banco de Agricultura da China na província de Guizhou, um funcionário está apresentando produtos de ouro para uma cliente nascida nos anos 90.

De acordo com Xiong Xiong, consultor financeiro da agência, as vendas de produtos de ouro na agência de Guizhou aumentaram significativamente desde 2021, com vendas de cerca de RMB 27,5 milhões em 2022 e cerca de RMB 62,9 milhões em 2023, mais que dobrando.

Para atender à tendência de consumo de ouro entre os jovens, o banco lançou produtos de ouro em pequenas gramagens no final de 2023, permitindo que mesmo aqueles com orçamentos limitados possam comprar.

“Com base no desempenho atual do mercado, o preço do ouro está relativamente estável e pode continuar a subir.”

Acompanhe tudo sobre:OuroChinaConsumo

Mais de Economia

Segurança no Brasil tem impacto no prêmio de risco, diz Campos Neto

Prates afirma que não há crise na Petrobras e que tem boa relação com Lula e Silveira

Demanda por diesel sobe 8,7% no 1º bimestre, mas deve perder força no semestre, diz EPE

Se incerteza continuar alta, BC tem de trabalhar no ritmo de cortes, afirma Campos Neto

Mais na Exame