Economia

Nada desviará esforço do governo das metas de responsabilidade fiscal, afirma Padilha

Ministro das Relações Institucionais ressaltou que consolidação do reequilíbrio econômico é um dos grandes desafios do país

Alexandre Padilha, Ministro das Relações Institucionais (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Alexandre Padilha, Ministro das Relações Institucionais (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 12 de abril de 2024 às 12h16.

Última atualização em 12 de abril de 2024 às 14h25.

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, reforçou nesta sexta-feira, 12, que o governo segue com foco em consolidar o reequilíbrio econômico.

"Nada fará o presidente Lula e a nossa equipe econômica liderada pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, desviar o foco de continuar perseguindo a responsabilidade fiscal, o déficit primário zero, as nossas metas fiscais que contribuem decisivamente para que o Brasil tenha uma trajetória descendente de sua taxa de juro", disse.

Ele lembrou que já são seis reuniões seguidas com queda na taxa de juro. "Queremos continuar fazendo com todo o trabalho e esforço para que isso continue se consolidando."

Para Padilha, a consolidação do reequilíbrio econômico é um dos grandes desafios do país, juntamente com o esforço para que o Brasil não perca a oportunidade de ser protagonista da transição energética, e o esforço no investimento na educação e qualificação profissional, na ciência e tecnologia.

Acompanhe tudo sobre:Alexandre PadilhaGoverno LulaFernando Haddad

Mais de Economia

Nova presidente da Petrobras troca três dos oito diretores da estatal

Votação do Marco Regulatório do Hidrogênio deve ocorrer antes do recesso, diz Arnaldo Jardim

Opinião: Hidrogênio para a Neoindustrialização

Prévia do PIB: IBC-Br fica estável e fecha abril com variação de 0,01%, abaixo da expectativa

Mais na Exame