Economia

Melhora da trajetória da dívida deve favorecer notas de crédito do Brasil, diz Haddad

Ministro disse que as projeções fiscais do FMI estão “mais próximas do que parecem” dos números do governo

Fernando Haddad: indicador deve contribuir para a melhora das notas de crédito do Brasil (Marcelo Justo/Flickr)

Fernando Haddad: indicador deve contribuir para a melhora das notas de crédito do Brasil (Marcelo Justo/Flickr)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 17 de abril de 2024 às 20h19.

Tudo sobreFernando Haddad
Saiba mais

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse no fim da tarde desta quarta-feira (17/04) em Washington, onde participa das reuniões de primavera do FMI e Banco Mundial, que as projeções fiscais do FMI estão “mais próximas do que parecem” dos números do governo. Haddad já havia dito, mais cedo, que outro ponto importante dos dados de hoje é a trajetória da dívida.

"O FMI começa a se aproximar da nossa trajetória de dívida. E a estabilidade da dívida pública depois da pandemia talvez seja uma das metas mais importantes que nós temos que perseguir", afirmou Haddad.

Notas de crédito do Brasil.

Ele complementou que esse indicador deve contribuir para a melhora das notas de crédito do Brasil.

"Porque essa estabilidade é que vai fazer com que as notas de crédito do Brasil subam, como já subiu o ano passado. Depois de sete anos, foi a primeira vez que nós conseguimos uma nota de crédito melhor e nós estamos confiantes que vamos continuar nessa escalada até voltar até o grau de investimento que pode ser de novo, mais uma vez, um divisor de águas para os investimentos diretos estrangeiros no Brasil", disse o ministro.

O ministro da Fazenda reiterou que o cumprimento das metas está diretamente relacionado às decisões que o Congresso vai tomar nos próximos dias. Haddad disse também que aguarda “provável decisão” que o Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a questão da reforma da Previdência.

Acompanhe tudo sobre:Fernando HaddadFMIBanco Mundial

Mais de Economia

Após reunião com Lula, Uber anuncia R$ 10 milhões a motoristas afetados no RS

Argentina encolhe 8% e Milei faz show de rock: “sou o rei de um mundo perdido”

Após aprovação do Comitê, Magda Chambriard pode ser nomeada presidente da Petrobras nesta sexta

Lula sanciona Perse com 30 setores e limite de R$ 15 bilhões para benefício fiscal

Mais na Exame