Economia

IPC-S tem inflação em sete capitais pesquisadas pela FGV

Média nacional do índice subiu de 0,02% para 0,69% em outubro

Real brasileiro: IPC-S tem inflação em sete capitais pesquisadas pela FGV (Reprodução/Getty Images)

Real brasileiro: IPC-S tem inflação em sete capitais pesquisadas pela FGV (Reprodução/Getty Images)

AB

Agência Brasil

Publicado em 3 de novembro de 2022 às 11h44.

Última atualização em 3 de novembro de 2022 às 12h15.

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) teve inflação nas sete capitais pesquisadas em outubro pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Em todos os locais, houve aumento na comparação com setembro.

A maior alta ocorreu no Recife (1,30 ponto percentual (pp), ao passar de 0,37% em setembro para 1,67% em outubro). Em Porto Alegre, houve alta de 1 pp, ao sair de uma deflação (queda de preços) de 0,29% em setembro para uma inflação de 0,29% no mês seguinte.

Outras cidades que tiveram deflação em setembro e inflação em outubro foram Belo Horizonte (subiu 0,39 pp, indo de -0,02% para 0,37%) e São Paulo (alta de 0,63 pp. Foi de -0,08% para 0,55%).

Altas

Nas demais cidades, inflação apresentou as seguintes altas: Brasília (0,84 pp, ao passar de 0,20% para 1,04%), Rio de Janeiro (0,43 ponto percentual. Foi de 0,19% para 0,62%) e Salvador (0,20 ponto percentual, subiu de 0,33% para 0,53%).

A média nacional do IPC-S, divulgada na última terça-feira, 1º, subiu de 0,02% em setembro para 0,69% em outubro.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

Acompanhe tudo sobre:FGV - Fundação Getúlio VargasInflação

Mais de Economia

Haddad levanta possibilidade de apresentar MP de compensação da desoneração na próxima semana

Temporada de resultados nos EUA: o que explica o otimismo do mercado?

Boletim Focus: mercado eleva projeções do IPCA para 2024, 2025 e 2026

Cigarro pode ser taxado em 250% e cerveja em 46%, estima banco

Mais na Exame