Acompanhe:

Inflação na Venezuela chega a 800% e PIB recua quase 19% em 2016

O governo de Maduro diz que a atual situação econômica do país é culpa de uma "guerra econômica" liderada por adversários políticos com a ajuda dos EUA

Modo escuro

Continua após a publicidade
Venezuela: o setor de petróleo encolheu 12,7% em 2016 (Carlos Eduardo Ramirez/Reuters)

Venezuela: o setor de petróleo encolheu 12,7% em 2016 (Carlos Eduardo Ramirez/Reuters)

R
Reuters

Publicado em 20 de janeiro de 2017 às, 20h32.

Caracas - Os preços ao consumidor subiram 800 por cento em 2016 na Venezuela, enquanto a economia recuou 18,6 por cento, de acordo com dados preliminares do banco central do país vistos pela Reuters, a contração econômica mais acentuada em 13 anos e a pior leitura da inflação já registrada.

Uma queda prolongada nos preços do petróleo levou a nação integrante da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) a lidar com escassez desenfreada de produtos, forçando parte população a não fazer refeições e esperar horas em filas em busca de alimentos.

O governo do presidente Nicolás Maduro diz que a atual situação econômica do país é culpa de uma "guerra econômica" liderada por adversários políticos com a ajuda dos Estados Unidos.

Como os problemas se amontoando, o banco central parou de liberar indicadores econômicos trimestrais e mensais.

O setor de petróleo encolheu 12,7 por cento em 2016, de acordo com um trecho do documento que foi mostrado à Reuters. O setor não-petrolífero recuou 19,5 por cento, de acordo com o documento.

O vice-presidente da economia, Ramon Lobo, minimizou o valor da inflação divulgado pela Reuters ao falar com jornalistas na sexta-feira, mas recusou-se a divulgar um dado.

Em 2015, a economia da Venezuela contraiu 5,7 por cento, enquanto a inflação atingiu 180,9 por cento, informou o banco central no ano passado.

Últimas Notícias

Ver mais
TPI rejeita recurso da Venezuela contra reabertura de investigação sobre repressão de protestos
Mundo

TPI rejeita recurso da Venezuela contra reabertura de investigação sobre repressão de protestos

Há um dia

Por que o PIB do Brasil cresceu 2,9% em 2023? Entenda em 4 pontos
Economia

Por que o PIB do Brasil cresceu 2,9% em 2023? Entenda em 4 pontos

Há um dia

Boa notícia do quarto trimestre foi que investimento teve ligeira melhora, diz Haddad
Economia

Boa notícia do quarto trimestre foi que investimento teve ligeira melhora, diz Haddad

Há um dia

Taxa de investimento de 16,5% em 2023 é a menor desde 2019, revela IBGE
Economia

Taxa de investimento de 16,5% em 2023 é a menor desde 2019, revela IBGE

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais