Economia

Inflação desacelera em 6 de 7 capitais na 2ª quadrissemana de janeiro

São Paulo foi a única capital a apresentar avanço na leitura feita pela FGV. A taxa registrou aceleração de 0,37% para 0,52%

 (Ricardo Moraes/Reuters)

(Ricardo Moraes/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 18 de janeiro de 2022 às 11h28.

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) desacelerou em seis das sete capitais pesquisadas na segunda quadrissemana de janeiro, na comparação com a primeira quadrissemana, informou nesta terça-feira, 18, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

  • Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

O IPC-S arrefeceu a 0,43% na segunda leitura do mês, após registrar 0,53% na primeira. A alta acumulada em 12 meses é de 9 52%, menor do que os 9,63% ocorridos no período até a primeira quadrissemana.

O alívio mais significativo no IPC-S Capitais foi registrado em Porto Alegre, onde a inflação desacelerou de 0,76% para 0,41%. Recife (0,64% para 0,34%), Brasília (0,22% para 0,02%), Salvador (0,73% para 0,58%), Rio de Janeiro (0,43% para 0,30%) e Belo Horizonte (0,74% para 0,65%) foram as outras cidades com descompressão da inflação na segunda quadrissemana.

São Paulo, por outro lado, foi a única capital a apresentar avanço nesta leitura. A taxa registrou aceleração de 0,37% para 0,52%, de acordo com a FGV.

Acompanhe tudo sobre:ConsumidoresFGV - Fundação Getúlio VargasInflaçãoIPCPreços

Mais de Economia

Profissional com mais de 60 anos recorre ao empreendedorismo para voltar ao mercado

Haddad: É preciso dar crédito à Receita para explicar MP que restringe compensação de PIS/Cofins

Etanol fica mais caro em 11 estados brasileiros, mas cai em outros 8, diz ANP

Devemos ser cautelosos em relação a futuros ajustes de juros, diz BCE

Mais na Exame