Inflação anual do Reino Unido acelera a 1,9% em fevereiro

Resultado superou as expectativas de analistas, mas ficou dentro da meta do banco central britânico

Londres — O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do Reino Unido subiu 1,9% em fevereiro ante igual mês do ano passado, acelerando em relação à alta de 1,8% verificada em janeiro, segundo dados publicados hoje pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS). O resultado superou as expectativas de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam a manutenção da taxa de inflação em 1,8%.

Como resultado, a inflação britânica encostou na meta do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), que é de uma taxa de 2%.

Em relação a janeiro, o CPI do Reino Unido subiu 0,5% no mês passado. Neste caso, a projeção era de alta de 0,4%.

O núcleo do CPI, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, também avançou 0,5% em fevereiro ante o mês anterior e registrou ganho anual de 1,8%.

Já o índice de preços ao produtor (PPI) "output" - que mede os preços na porta das fábricas - do Reino Unido teve leve aumento de 0,1% em fevereiro ante janeiro e apresentou expansão anual de 2,2%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.