Acompanhe:

Indicador de emprego da FGV cresce 0,2 ponto em agosto

Índice busca antecipar tendências do mercado de trabalho para os próximos meses e é medido com base em entrevistas com consumidores e empresários

Modo escuro

Continua após a publicidade
Busca por emprego: apesar do crescimento em números absolutos, a FGV considerou o resultado estável (Gabriel Ramos/Getty Images)

Busca por emprego: apesar do crescimento em números absolutos, a FGV considerou o resultado estável (Gabriel Ramos/Getty Images)

A
Agência Brasil

Publicado em 9 de setembro de 2019 às, 10h44.

Última atualização em 9 de setembro de 2019 às, 10h48.

O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve um crescimento de 0,2 ponto de julho para agosto deste ano. Com a variação, o indicador chegou a 86,8 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

Apesar do crescimento em números absolutos, a FGV considerou o resultado estatisticamente estável.

O Iaemp busca antecipar tendências do mercado de trabalho para os próximos meses e é medido com base em entrevistas com consumidores e com empresários dos serviços e da indústria.

O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD), que mede a avaliação dos consumidores sobre a situação atual do desemprego, cresceu 0,9 ponto, para 93,5 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Neste caso, o crescimento do indicador é negativo, porque significa que os consumidores consideram a situação de desemprego mais desfavorável.

Para a FGV, o consumidor ainda enxerga com cautela as melhoras no mercado de trabalho.

Últimas Notícias

Ver mais
Payroll: desemprego nos EUA cai para 3,8% em março
Economia

Payroll: desemprego nos EUA cai para 3,8% em março

Há um dia

Entrevista de emprego: Como se sair bem na hora do teste do inglês?
seloCarreira

Entrevista de emprego: Como se sair bem na hora do teste do inglês?

Há 5 dias

Lista de concursos em abril: Veja as mais de 5 mil vagas com salário que pode chegar a R$ 18 mil
seloCarreira

Lista de concursos em abril: Veja as mais de 5 mil vagas com salário que pode chegar a R$ 18 mil

Há 6 dias

Taxa de desemprego sobe 7,8% em fevereiro, primeira alta desde abril de 2023
Economia

Taxa de desemprego sobe 7,8% em fevereiro, primeira alta desde abril de 2023

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais