Acompanhe:

IGP-DI desacelera alta para 0,63% em outubro

Movimento foi favorecido pela desaceleração da alta dos preços no atacado

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Atacado: em 12 meses, o índice acumula alta de 5,46 por cento, ante 4,47 por cento nos 12 meses até setembro
 (Getty Images)

Atacado: em 12 meses, o índice acumula alta de 5,46 por cento, ante 4,47 por cento nos 12 meses até setembro (Getty Images)

D
Da Redação

Publicado em 6 de novembro de 2013 às, 07h54.

São Paulo - O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 0,63 por cento em outubro, ante elevação de 1,36 por cento em setembro, favorecido pela desaceleração da alta dos preços no atacado, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira.

O resultado ficou abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters de alta de 0,74 por cento segundo a mediana de 22 projeções.

Em 12 meses, o índice acumula alta de 5,46 por cento, ante 4,47 por cento nos 12 meses até setembro. No acumulado dos primeiros 10 meses do ano, o IGP-DI subiu 4,51 por cento.

Em outubro, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-DI) avançou 0,71 por cento, após apresentar alta em setembro de 1,90 por cento. O índice calcula as variações de preços de bens agropecuários e industriais nas transações em nível de produtor e responde por 60 por cento do IGP-DI.

Por sua vez, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-DI), registrou alta de 0,55 por cento, ante avanço de 0,30 por cento em setembro. O índice mede a evolução dos preços às famílias com renda entre um e 30 salários mínimos mensais e corresponde a 30 por cento do IGP-DI.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-DI) avançou 0,26 por cento em outubro, após alta de 0,43 por cento no mês anterior. O índice representa 10 por cento do IGP-DI.


Os índices inflacionários vêm mostrando recentemente maior pressão dos preços de alimentos, e o mercado aguarda a divulgação na quinta-feira dos dados de outubro do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A expectativa em pesquisa da Reuters é de alta de 0,60 por cento, ante 0,35 por cento em setembro, acumulando em 12 meses 5,87 por cento.

O IGP-DI é usado como referência para correções de preços e valores contratuais. Também é diretamente empregado no cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) e das contas nacionais em geral.

Últimas Notícias

Ver mais
Depois do "back to basics", CVC mira 2 mil lojas
Exame IN

Depois do "back to basics", CVC mira 2 mil lojas

Há 22 horas

MELHORES E MAIORES 2024: inscrições estão abertas
seloNegócios

MELHORES E MAIORES 2024: inscrições estão abertas

Há um dia

Pasta do Comércio da China se compromete a ajudar empresas e a impulsionar demanda doméstica
Economia

Pasta do Comércio da China se compromete a ajudar empresas e a impulsionar demanda doméstica

Há um dia

Inflação na zona do euro segue em baixa em fevereiro, a 2,6%
Economia

Inflação na zona do euro segue em baixa em fevereiro, a 2,6%

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais