Acompanhe:

Governo reduz teto de juros para consignado de servidores e aposentados de 2,05% para 1,80% ao mês

Portaria foi assinada pela ministra da Gestão, Esther Dweck, e bancos terão 5 dias para adequarem os sistemas

Modo escuro

Continua após a publicidade
Esplanada dos Ministérios: novas taxas para servidores não se aplicam às modalidades de cartão consignado de benefício e cartão de crédito (Jefferson Rudy/Agência Senado/Flickr)

Esplanada dos Ministérios: novas taxas para servidores não se aplicam às modalidades de cartão consignado de benefício e cartão de crédito (Jefferson Rudy/Agência Senado/Flickr)

A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, assinou nesta quarta-feira, 29, portaria que reduz de 2,05% para 1,80% ao mês o limite máximo nos juros praticados pelas instituições financeiras em operações de crédito consignado para servidores públicos federais e aposentados.

Pela norma, as bancos e financeiras terão até cinco dias para adequarem os sistemas. O teto não se aplica às modalidades de cartão consignado de benefício e cartão de crédito que serão definidos em outra portaria do Ministério da Gestão.

Veja tem quem direito

A regra vale para consignados contratos servidores federais ativos, aposentados, pensionistas e empregados públicos da Administração Pública Federal direta, as autarquias e fundações, os anistiados políticos que recebam reparação econômica, de caráter indenizatório, em prestação mensal, permanente e continuada.

"A redução do teto para empréstimo com desconto em folhas é condizente com a melhoria do ambiente macroeconômico, marcada por queda do desemprego, recuperação de salários, inflação controlada, retomada do investimento público e redução das taxas de juros pelo Banco Central", informou a pasta, em nota.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Dívida Pública Federal cai 1,08% e fecha janeiro em R$ 6,449 trilhões
Economia

Dívida Pública Federal cai 1,08% e fecha janeiro em R$ 6,449 trilhões

Há 12 horas

Inflação deve continuar a desacelerar, com perda de impacto de choques passados, diz Lagarde
Economia

Inflação deve continuar a desacelerar, com perda de impacto de choques passados, diz Lagarde

Há 13 horas

Governo lança programa proteção cambial para investimento verde com R$ 27 milhões do BID
Economia

Governo lança programa proteção cambial para investimento verde com R$ 27 milhões do BID

Há 13 horas

No G20, líder do FMI diz que é preciso concluir tarefa para conter inflação e elogia Brasil
Economia

No G20, líder do FMI diz que é preciso concluir tarefa para conter inflação e elogia Brasil

Há 15 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais