Acompanhe:

Governo quer atrair R$ 137 bilhões com concessões em 2021

Na lista do Ministério da Infraestrutura estão 50 ativos, entre eles Via Dutra e aeroportos

Modo escuro

Continua após a publicidade
Tarcísio de Freitas: "O nosso foco é o investimento privado" (Amanda Perobelli/Reuters)

Tarcísio de Freitas: "O nosso foco é o investimento privado" (Amanda Perobelli/Reuters)

A
Agência O Globo

Publicado em 14 de dezembro de 2020 às, 16h34.

O Ministério de Infraestrutura anunciou, nesta segunda-feira, a meta de conceder ao setor privado no próximo ano 50 ativos que somam R$ 137,5 bilhões em novos investimentos, apesar das incertezas na economia decorrentes dos efeitos da pandemia. São aeroportos, terminais portuários, ferrovias e rodovias.

Os números foram divulgados pelo ministro Tarcísio de Freitas, que fez um balanço sobre das iniciativas da pasta. O plano é contratar R$ 264 bilhões até o fim de 2022.

Segundo o ministro, os investimentos contratados com a iniciativa privada em 2020 somam R$ 31 bilhões, o que equivale ao triplo do orçamento do Ministério. "O nosso foco é o investimento privado", afirmou o ministro.

Ele disse que a alternativa do ministério para executar as obras que dependem de recursos do orçamento da União será reforçar as negociações com as bancadas de parlamentares no Congresso a destinação de emendas específicas para os empreendimentos nos estados.

"Vamos tocar (as obras públicas) do mesmo jeito que tocamos este ano. Foram 86 entregas no balanço. Vamos continuar com a mesa pegada no ano que vem, negociando com as bancadas para destinação de emendas", destacou o ministro.

Entre as concessões para 2021, ele destacou o leilão da Via Dutra (BR-116), que liga São Paulo e Rio de Janeiro, em análise no Tribunal de Contas da União (TCU). O projeto também abrange a inclusão da rodovia Rio-Santos (BR-101). O novo operador administrará a rodovia pelo período de 30 anos, com investimentos previstos da ordem de R$ 14,5 bilhões.

Nas próximas semanas, o governo vai autorizar a realização dos estudos para a concessão do aeroporto Santos Dumont, com leilão previsto para o primeiro semestre de 2022. Os interessados terão prazo de 150 dias para concluir os trabalhos.

Ainda neste mês, será aberta consulta pública para a concessão da estrada Rio-Teresópolis, com leilão previsto para 2021. Também está no cronograma a licitação da rodovia 040, no trecho Rio- Juiz de Fora. Ainda no Rio, a expectativa é avançar na renovação antecipada das concessões das ferrovias FCA e MRS.

"O ano de 2021 vai ser um ano muito forte de concessões", disse o ministro, acrescentando que há investidores interessados nos ativos brasileiros.

Ele afirmou que ainda que o Ministério está preparado para fazer a distribuição de vacinas contra a covid-19, em termos de logística de transporte, apesar do atraso do governo brasileiro nessa frente em relação a outros países. O ministro disse ainda que não vê problema na entrega de cargos na pasta, diante da pressão política, desde que sejam perfis técnicos.

Últimas Notícias

Ver mais
Tarcísio planeja leilão da linha 1-Azul do Metrô em 2025
Brasil

Tarcísio planeja leilão da linha 1-Azul do Metrô em 2025

Há 2 dias

Privatização da Sabesp: governo Tarcísio deve anunciar detalhes da desestatização nesta semana
Brasil

Privatização da Sabesp: governo Tarcísio deve anunciar detalhes da desestatização nesta semana

Há 3 dias

Com novos contratos da Sabesp e projetos de saneamento, iRadar PPP sobe 2,69% em fevereiro
Economia

Com novos contratos da Sabesp e projetos de saneamento, iRadar PPP sobe 2,69% em fevereiro

Há uma semana

Encontrados os 261 móveis do Palácio da Alvorada que Lula disse terem sido levados por Bolsonaro
Brasil

Encontrados os 261 móveis do Palácio da Alvorada que Lula disse terem sido levados por Bolsonaro

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais