Acompanhe:

Governo planeja imposto de transição, diz Mercadante

Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, o governo planeja criar um imposto de transição, que poderia ser uma nova versão da CPMF

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Aloizio Mercadante: “esta discussão está muito forte, de se fazer um imposto de transição fiscal para que consolide o orçamento e ele se retira automaticamente"
 (Marcello Casal / Agência Brasil)

Aloizio Mercadante: “esta discussão está muito forte, de se fazer um imposto de transição fiscal para que consolide o orçamento e ele se retira automaticamente" (Marcello Casal / Agência Brasil)

D
Da Redação

Publicado em 8 de setembro de 2015 às, 20h55.

Brasília - O governo federal planeja criar um imposto de transição, que poderia ser uma nova versão da CPMF, até que se resolva o déficit no Orçamento e que possa ser retirado automaticamente, disse nesta terça-feira o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

“Esta discussão está muito forte, de se fazer um imposto de transição fiscal para que consolide o orçamento e ele se retira automaticamente. Isso está bem discutido também”, afirmou o ministro, ao ser questionado se o governo iria realmente recriar a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

Depois de apresentar ao Congresso Nacional um proposta de orçamento para o próximo ano com um rombo de 30,5 bilhões de reais, o governo está buscando fontes alternativas de receita para reequilibrar as contas.

Nesta terça-feira, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse em Paris que o aumento do Imposto de Renda das pessoas físicas poderia ser uma das alternativas para auxiliar no ajuste fiscal.

Mercadante não quis confirmar quais impostos estão em estudo, alegando que o governo ainda faz levantamentos de qual será a arrecadação e o impacto de cada um deles na inflação e na atividade econômica.

“Nós vamos sentar, a junta orçamentária, para discutir e fazer a conta do impacto macroeconômico, o que arrecada, o impacto inflacionário, qual o impacto no setor da atividade, quais são as consequências de cada medida. Cada imposto tem virtudes e problemas”, disse Mercadante.

De acordo com uma fonte da área econômica, entre as alternativas estudadas pelo governo constam elevação da Cide-Combustível, IOF e IPI, cujas alíquotas podem ser elevadas por meio de decreto, além do Imposto de Renda, que teria que passar pelo Congresso.

Também está em discussão a criação de um imposto sobre grandes fortunas.    

Ainda como reforço das receitas, a equipe econômica analisa a securitização da dívida ativa da União, por meio da criação de um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (Fdic), disse a fonte da área econômica.

Avaliação preliminar indica que entre 100 bilhões e 150 bilhões de reais da dívida ativa podem ser recuperados a médio prazo por meio da securitização.

REUNIÃO COM EMPRESÁRIOS

Para discutir as alternativas para cobrir o déficit orçamentário, a presidente Dilma Rousseff vai receber novamente nesta semana um grupo de empresários.

A intenção do governo é, antes de enviar as propostas ao Congresso, conversar com empresários, governadores e parlamentares para tentar obter apoio.

“O que não queremos é apresentar uma alternativa e depois observar a reação”, disse o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, na manhã desta terça-feira, depois da reunião do grupo de coordenação política.

Últimas Notícias

Ver mais
Brasil levará teses inéditas ao G20 na área financeira, diz Haddad
Economia

Brasil levará teses inéditas ao G20 na área financeira, diz Haddad

Há 3 horas

Com previsão de R$ 18,2 bilhões em investimentos, 1º leilão de transmissão de 2024 será em março
Economia

Com previsão de R$ 18,2 bilhões em investimentos, 1º leilão de transmissão de 2024 será em março

Há 4 horas

Conversa com Lula deliberou pedido de Pacheco para desmembrar MP da reoneração, diz Haddad
Economia

Conversa com Lula deliberou pedido de Pacheco para desmembrar MP da reoneração, diz Haddad

Há 5 horas

Boletim Focus: projeção do PIB em 2024 sobe 0,08 p.p e estimativa de inflação cai
Economia

Boletim Focus: projeção do PIB em 2024 sobe 0,08 p.p e estimativa de inflação cai

Há 5 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais