Economia

Governo deve anunciar na sexta-feira medidas para agricultores do Sul

Medidas emergenciais visam os produtores rurais da Região Sul afetados pelo longo período de seca e que já provoca perda de safra

Segundo o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, a prorrogação das dívidas dos agricultores está entre as medidas em discussão, (Wikimedia Commons)

Segundo o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, a prorrogação das dívidas dos agricultores está entre as medidas em discussão, (Wikimedia Commons)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de janeiro de 2012 às 12h57.

Brasília - O governo federal deve anunciar, na sexta-feira (13), medidas emergenciais para os produtores rurais da Região Sul afetados pelo longo período de seca que provoca perda de safra. O Rio Grande do Sul e Santa Catarina são os estados mais afetados, além de alguns municípios do Paraná.

A prorrogação das dívidas dos agricultores está entre as medidas em discussão, segundo o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra. “Claro que deve ter anúncio para prorrogação dessas dívidas, contratação de custeios, que são instrumentos utilizados quando ocorre uma frustração de safra. Estamos estudando os pleitos do Rio Grande do Sul na transferência de recursos para construção de cisternas e reforço na oferta de recursos hídricos”, disse em entrevista coletiva, após reunião na Casa Civil.

O ministro Fernando Bezerra disse que cerca de R$ 3 bilhões foram financiados pelos produtores dos estados do Sul atingidos, contudo, boa parte desses recursos está protegida pelo seguro rural. De acordo com o ministro, a principal preocupação é com os pequenos agricultores que não têm o seguro e com as cooperativas que financiam esses agricultores.

“A preocupação do governo é mais com aqueles que não têm o seguro rural e, portanto, estão vivendo uma dificuldade grande de concluir a safra frustada, manter a atividade de sua propriedade e contratar um novo custeio”, destacou o ministro.

Ontem (10), ocorreu uma reunião sob coordenação da Casa Civil para a elaboração das medidas e, amanhã (12), as ações devem estar finalizadas, segundo o ministro da Integração Nacional. Na sexta-feira (13), ele e o ministro da Agricultora, Mendes Ribeiro, devem se reunir com o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, quando as medidas podem ser anunciadas.

Acompanhe tudo sobre:AgronegócioGovernoSulTrigo

Mais de Economia

Cigarro pode ser taxado em 250% e cerveja em 46%, estima banco

Cade analisa se parceria entre Gol e Azul precisa ser submetida ao órgão

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho

'Esta semana fiquei nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado', diz Lula

Mais na Exame