Economia

Governo define em R$1,16 bi subsídio ao Luz Para Todos em 2018

Programa deverá receber em 2018 cerca de 1,16 bilhão de reais em subsídios, custeados com a cobrança de encargo na conta de luz dos consumidores

Luz para todos: Pará deverá ser o Estado a receber mais recursos e ligações, com quase 280 milhões de reais (Thinkstock/Thinkstock)

Luz para todos: Pará deverá ser o Estado a receber mais recursos e ligações, com quase 280 milhões de reais (Thinkstock/Thinkstock)

R

Reuters

Publicado em 14 de setembro de 2017 às 09h35.

São Paulo - O programa de universalização do acesso à eletricidade Luz Para Todos, do governo federal, deverá receber em 2018 cerca de 1,16 bilhão de reais em subsídios, custeados com a cobrança de encargo na conta de luz dos consumidores, segundo publicação do Ministério de Minas e Energia no Diário Oficial da União.

Instituído em 2003, o programa já levou energia elétrica a mais de 16 milhões de pessoas, segundo informações da estatal Eletrobras.

O orçamento dos subsídios aprovado para o Luz Para Todos em 2018 deverá ser suficiente para viabilizar 95,3 mil ligações elétricas.

O Pará deverá ser o Estado a receber mais recursos e ligações, com quase 280 milhões de reais, seguido pelo Amazonas, com 252 milhões de reais, e a Bahia, com quase 170 milhões de reais, segundo a portaria do governo.

A arrecadação dos recursos para o programa é feita por meio do encargo Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) junto aos consumidores.

Acompanhe tudo sobre:Energia elétricaGovernoMinistério de Minas e Energia

Mais de Economia

Nova presidente da Petrobras troca três dos oito diretores da estatal

Votação do Marco Regulatório do Hidrogênio deve ocorrer antes do recesso, diz Arnaldo Jardim

Opinião: Hidrogênio para a Neoindustrialização

Prévia do PIB: IBC-Br fica estável e fecha abril com variação de 0,01%, abaixo da expectativa

Mais na Exame