Economia

Demanda por aço da China deve subir 3,1% em 2013, diz Cisa

Entidade alertou, entretanto, para os problemas de excesso de oferta que continuam a limitar aumentos de preços e a consumir margens de lucro das siderúrgicas


	Siderúrgica chinesa: produção chinesa de aço atingiu um recorde de 716,5 milhões de toneladas em 2012
 (Getty Images)

Siderúrgica chinesa: produção chinesa de aço atingiu um recorde de 716,5 milhões de toneladas em 2012 (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 22 de janeiro de 2013 às 07h50.

Pequim - A demanda chinesa por aço deve crescer 3,1 por cento em 2013 com a recuperação da economia, afirmou a Associação de Ferro e Aço da China (Cisa, em inglês), nesta terça-feira.

Mas a entidade afirmou em relatório que apesar de a demanda caminhar para melhoria neste ano, problemas de excesso de oferta continuam a limitar aumentos de preços e a consumir margens de lucro das siderúrgicas do país.

A Cisa informou que a recente alta nos preços de minério de ferro importado colocou as produtoras de aço sob intensa pressão, com aumentos de custos que "excedem em muito" qualquer aumento nos preços domésticos de produtos siderúrgicos.

A produção chinesa de aço atingiu um recorde de 716,5 milhões de toneladas em 2012, mas a taxa de crescimento de 3,1 por cento foi 5,8 ponto percentual mais lenta que no ano anterior por causa da desaceleração da economia chinesa, que teve impactos sobre as indústria automotiva e imobiliária.

Uma pesquisa da Reuters previu que a produção de aço da China vai crescer para 749 milhões de toneladas este ano, alta de 4,5 por cento sobre 2012 .

Acompanhe tudo sobre:acoÁsiaChinaSiderurgia

Mais de Economia

Alckmin destaca compromisso do governo com o arcabouço fiscal

Haddad diz que Brasil é uma “encrenca”, mas que tem potencial de ser “grande”

Brasil está pronto para acordo Mercosul e União Europeia, diz Lula

Nova presidente da Petrobras troca três dos oito diretores da estatal

Mais na Exame