Acompanhe:

Déficit do setor externo soma US$ 778 milhões em agosto, mostra BC

No ano até agosto, a conta-corrente teve rombo de US$ 19,459 bilhões. Em 12 meses, o saldo das transações correntes está negativo em US$ 45,336 bilhões, o que representa 2,21% do produto interno bruto

Modo escuro

Continua após a publicidade
No acumulado de 2023, o saldo líquido da conta de viagens ficou negativo em US$ 5,284 bilhões (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)

No acumulado de 2023, o saldo líquido da conta de viagens ficou negativo em US$ 5,284 bilhões (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)

O resultado das transações correntes ficou negativo em agosto deste ano, em US$ 778 milhões, informou nesta segunda-feira, 25, o Banco Central (BC). Este é o melhor desempenho para meses de agosto desde 2020, quando o saldo foi positivo em US$ 874,4 milhões. O recorde negativo para o mês foi no ano passado, de R$ 7,016 bilhões. Em julho, o resultado foi deficitário em US$ 3,605 bilhões.

O número da conta-corrente em agosto ficou menos deficitário do que a mediana do levantamento realizado pelo Projeções Broadcast que apontava para déficit de US$ 2,100 bilhões. O intervalo ia de déficit de US$ 5,952 bilhões a rombo de US$ 227 milhões.

Pela metodologia do Banco Central, a balança comercial registrou saldo positivo de US$ 7,618 bilhões em agosto, enquanto a conta de serviços ficou negativa em US$ 2,878 bilhões. A conta de renda primária também ficou deficitária, em US$ 5,642 bilhões. No caso da conta financeira, o resultado ficou negativo em US$ 1 243 bilhão.

Acumulado

No ano até agosto, a conta-corrente teve rombo de US$ 19,459 bilhões. Em 12 meses, o saldo das transações correntes está negativo em US$ 45,336 bilhões, o que representa 2,21% do produto interno bruto (PIB). Esse é o menor déficit em proporção do PIB desde março do ano passado, quando também ficou em 2,21%.

A estimativa atual do BC é de déficit na conta-corrente de US$ 45 bilhões em 2023, conforme o Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de junho.

Lucros e dividendos

A rubrica de lucros e dividendos do balanço de pagamentos apresentou saldo negativo de US$ 3,891 bilhões em agosto, informou o Banco Central.

A saída líquida é inferior aos US$ 4,897 bilhões que deixaram o Brasil em igual mês de 2022, já descontadas as entradas. O BC informou também que as despesas com juros externos somaram US$ 1,781 bilhão em agosto, ante US$ 1,259 bilhão em igual mês do ano passado.

No ano até agosto, o saldo de lucros e dividendos é negativo em US$ 30,270 bilhões e o gasto com juros é de US$ 18,077 bilhões.

Viagens internacionais

A conta de viagens internacionais registrou déficit de US$ 615 milhões em agosto, informou o Banco Central. O valor reflete a diferença entre o que os brasileiros gastaram lá fora e o que os estrangeiros desembolsaram no Brasil no período. Em agosto de 2022, o déficit nessa conta foi de US$ 620 milhões.

O desempenho da conta de viagens internacionais no mês passado foi determinado por despesas de brasileiros no exterior, que somaram US$ 1,272 bilhão. Já o gasto dos estrangeiros em viagem ao Brasil ficou em US$ 657 milhões em agosto.

No acumulado de 2023, o saldo líquido da conta de viagens ficou negativo em US$ 5,284 bilhões. No mesmo período do ano passado, o déficit nessa conta foi de US$ 4,872 bilhões.

Dívida externa

A estimativa do Banco Central para a dívida externa brasileira em agosto é de US$ 328,983 bilhões. Segundo a instituição, o ano de 2022 terminou com uma dívida de US$ 319,634 bilhões.

A dívida externa de longo prazo atingiu US$ 254,938 bilhões no mês passado, enquanto o estoque de curto prazo ficou em US$ 74,045bilhões.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Governadores querem contrapartida para combate a crimes federais na negociação de dívida dos estados
Brasil

Governadores querem contrapartida para combate a crimes federais na negociação de dívida dos estados

Há um dia

Quantidade de trabalhadores diminui com digitalização, admite Esther Dweck
Um conteúdo Esfera Brasil

Quantidade de trabalhadores diminui com digitalização, admite Esther Dweck

Há uma semana

Presidente lança oferta de recompra de dívida soberana de El Salvador
Mundo

Presidente lança oferta de recompra de dívida soberana de El Salvador

Há uma semana

Contas públicas têm déficit de R$ 48,7 bilhões em fevereiro, pior resultado para o período
Economia

Contas públicas têm déficit de R$ 48,7 bilhões em fevereiro, pior resultado para o período

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais