Congelado desde julho, preço do botijão de gás de cozinha irá subir 8,5%

Segundo a estatal, alta ocorre principalmente devido à desvalorização do real frente ao dólar e a elevações nas cotações internacionais do GLP

Rio de Janeiro - A Petrobras elevará em 8,5 por cento o preço médio do botijão de gás de cozinha de 13 kg, para 25,07 reais, a partir de terça-feira, 6, informou a companhia em comunicado.

O preço às distribuidoras estava congelado desde julho. Segundo a estatal, o aumento ocorre principalmente devido à desvalorização do real frente ao dólar e a elevações nas cotações internacionais do GLP.

Com isso, a empresa explicou que o botijão acumulará alta de 0,69 real, ou 2,8 por cento desde janeiro, quando passou a ter reajustes trimestrais.

A referência para os preços, segundo a Petrobras, continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5 por cento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.