Economia

Casa Branca reitera pedido para que Congresso dos EUA aumente teto da dívida

"Quanto mais cedo o Congresso agir, melhor, porque até o prospecto de que o governo não aumente o teto danificará seriamente a confiança e o crédito de nossa nação", afirmou

Casa Branca: Após essa data, o Tesouro iniciará uma série de medidas extraordinárias para honrar compromissos financeiros (Anna Moneymaker/Getty Images)

Casa Branca: Após essa data, o Tesouro iniciará uma série de medidas extraordinárias para honrar compromissos financeiros (Anna Moneymaker/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 13 de janeiro de 2023 às 17h07.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, reiterou nesta sexta-feira, 13, o pedido do governo americano para que o Congresso amplie o teto da dívida pública do país. "Quanto mais cedo o Congresso agir, melhor, porque até o prospecto de que o governo não aumente o teto danificará seriamente a confiança e o crédito de nossa nação", afirmou, durante coletiva de imprensa.

Mais cedo, a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, enviou uma carta a deputados e senadores em que estima que o limite da dívida será alcançado no próximo dia 19.

Após essa data, o Tesouro iniciará uma série de medidas extraordinárias para honrar compromissos financeiros.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

LEIA TAMBÉM:

Acompanhe tudo sobre:Dívida públicaeconomia-internacionalEstados Unidos (EUA)

Mais de Economia

Otimista com o Brasil, Emirates expandirá voos no Rio e aumentará oferta de '4ª cabine'

Situação fiscal não será 'muleta' para não perseguir a meta de inflação, diz Galípolo

Análise: Sem ajuste fiscal, ritmo de alta das expectativas de inflação é o que importa para o BC

Mais na Exame