BCE vê inflação mais alta em 2021 e pouca mudança no cenário para crescimento

A inflação foi calculada em uma média de 1,5%, contra 1% antes, disse a presidente do BCE, Christine Lagarde

O Banco Central Europeu (BCE) elevou sua projeção de inflação para 2021 nesta quinta-feira, após um salto nos preços no início deste ano, e aumentou ligeiramente a estimativa de crescimento, embora os lockdowns para conter a pandemia de Covid-19 tenham sido estendidos.

No que descreve como cenário básico, o BCE espera expansão do PIB de 4,0% neste ano, em vez da taxa de 3,9% projetada em dezembro. A inflação foi calculada em uma média de 1,5%, contra 1% antes, disse a presidente do BCE, Christine Lagarde.

Mas as projeções de longo prazo tiveram pouca mudança, indicando que os desvios deste ano são principalmente causados por fatores temporários que não alterariam o cenário geral.

Lagarde disse que os riscos para as perspectivas econômicas se tornaram mais equilibrados, mas continuam com viés negativo no curto prazo por causa da pandemia e das medidas para contê-la. Ela disse que fatores temporários e a inflação dos preços da energia levarão a uma alta dos preços maior do que o esperado antes para este ano e o próximo.

A inflação ainda deve ficar abaixo da meta do BCE, de quase 2%, por anos, entretanto, enquanto a economia ainda precisa de vários anos para retornar ao nível pré-pandemia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.