Economia

Banco Central da China pede gestão certa de risco e liquidez

Em relatório trimestral de política monetária divulgado neste sábado, o Banco do Povo da China disse que vai intensificar a fiscalização do crédito em áreas de risco


	Notas de iuane, a moeda chinesa: governos locais da China acumularam cerca de 3 trilhões de dólares em dívida no final de junho do ano passado, provocando preocupações de crise financeira
 (Tomohiro Ohsumi/Bloomberg)

Notas de iuane, a moeda chinesa: governos locais da China acumularam cerca de 3 trilhões de dólares em dívida no final de junho do ano passado, provocando preocupações de crise financeira (Tomohiro Ohsumi/Bloomberg)

DR

Da Redação

Publicado em 8 de fevereiro de 2014 às 15h07.

Pequim - O banco central da China pediu aos bancos comerciais a gerir adequadamente a liquidez, enquanto reiterava sua promessa de manter a política monetária estável, para reprimir o empréstimos de risco, destacando que a segunda maior economia do mundo ainda tem de encontrar uma base estável para o crescimento.

Em relatório trimestral de política monetária divulgado neste sábado, o Banco do Povo da China, banco central do país, disse que vai intensificar a fiscalização do crédito em áreas de risco, como o setor de bens e indústrias lutando contra o excesso de capacidade.

"Vamos orientar os bancos comerciais a fortalecer a liquidez e a gestão de ativos", disse Banco Central chinês, para certificar-se que as instituições financeiras estão apoiam economia real, em vez de atividade especulativa.

A dívida configura-se como um grande risco para a economia chinesa. Governos locais da China acumularam cerca de 3 trilhões de dólares em dívida no final de junho do ano passado, segundo dados oficiais, provocando preocupações de que qualquer descumprimento poderia desencadear uma crise financeira.

Acompanhe tudo sobre:ÁsiaCapital de riscoChina

Mais de Economia

Reforma tributária: leia íntegra da proposta de regulamentação do governo

Reforma tributária: nova alíquota será entre 25,7% e 27,3%, diz Appy

Haddad apresenta regulamentação da Reforma Tributária ao Congresso

Mais na Exame