A nova conquista da Netflix? A parceria com Barack e Michelle Obama

Ex-presidente Obama e sua esposa Michelle irão produzir documentários, séries e filmes originais para a Netflix. Anúncio foi feito nesta segunda-feira
O casal Michelle e Barack Obama: dupla fechou contrato de parceria com o serviço de streaming Netflix (Mark Wilson / Staff/Getty Images)
O casal Michelle e Barack Obama: dupla fechou contrato de parceria com o serviço de streaming Netflix (Mark Wilson / Staff/Getty Images)
S
Sobre Filmes e Séries

Publicado em 21/05/2018 às 14:41.

Última atualização em 21/05/2018 às 15:09.

O serviço de streaming Netflix fechou uma parceria e tanto para a produção de conteúdo original. Nesta segunda-feira, a empresa anunciou ter contratado o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e sua esposa, Michelle, para produções como documentários e séries.

As especulações em torno de um contrato entre os Obama e a Netflix primeiro vieram à tona em março pelo jornal americano The New York Times.

Como será?

De acordo com os agora parceiros, que divulgaram um comunicado conjunto para anunciar os planos, tudo o que for fruto dessa aliança será compartilhado em todos os 125 países em que a Netflix está presente e estará sob a chancela da Higher Ground Productions, produtora montada pelo casal para se associar ao serviço.

A duração do contrato não foi especificada, mas deve durar muitos anos, tampouco foi divulgada qualquer previsão de estreia dos conteúdos que serão produzidos.

“Esperamos cultivar vozes talentosas, inspiradoras e criativas que possam promover empatia e compreensão entre as pessoas e ajudá-las a compartilhar suas histórias com o mundo”, disse o ex-presidente. “Sempre acreditamos no poder de histórias que nos inspiram, que nos façam pensar e nos ajudem a abrir a mente para os outros”, completou a ex-primeira-dama.

“Barack e Michelle Obama são uma das figuras mais respeitadas e reconhecidas do mundo e tem uma posição única para descobrir e destacar histórias de pessoas que fazem a diferença em suas comunidades e lutam para mudar o mundo para melhor”, explicou Ted Sarandos, chefe de conteúdo da Netflix. “Estamos orgulhosos”, continuou.

Os Obama de volta aos holofotes

O anúncio do casal Obama vem em um momento no qual cresce a pressão popular nos EUA para que o ex-ocupante da Casa Branca se posicione sobre os impactos que a presidência de Trump está causando no mundo. A expectativa de que as produções sejam críticas ao republicano, no entanto, foi derrubada pelo próprio Obama.

Sobre esse assunto, o The New York Times disse ter conversado com fontes ligadas ao democrata, a quem ele teria dito que não usaria a plataforma, capaz de atingir um público de 125 milhões de pessoas, para fazer campanha contra Trump e o seu governo. A ideia, continuou Obama no comunicado da Netflix, é a de trabalhar com temas que ele enfrentou durante seus oito anos como presidente dos EUA.

Tacada da Netflix

Esse movimento da Netflix, por sua vez, é gigantesco e mostra o tamanho da influência que o serviço de streaming conquistou mundo afora. No ano passado, a empresa fechou um contratos milionários com a produtora Shonda Rhimes, a mente por trás de um dos maiores sucessos da televisão, a série “Grey’s Anatomy”, e Ryan Murphy, o criador do seriado “Glee”.