O leigo que colocou enólogos e sommeliers no bolso

A história da maior comunidade online de vinhos
Por Oportunidades disfarçadasPublicado em 19/10/2017 11:58 | Última atualização em 19/10/2017 11:58Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Quando o dinamarquês Theis Sondergaard convidou alguns amigos para criarem uma comunidade online de vinhos, todo mundo estranhou. Afinal, ninguém ali entendia do assunto; só gostavam de beber mesmo.

Quando o grupo saiu atrás de investidores, mais olhares desconfiados: “Entrar num segmento sem um especialista na área? Parece que vocês beberam”, foi um dos comentários. De fato, parecia uma temeridade. Como começar uma construtora sem engenheiro ou um hospital sem médico.

Mas, para Theis, a ideia era justamente essa. Comunidades formadas por sommeliers e enólogos já existiam aos montes, mas uma criada por apreciadores comuns era novidade. Para o dinamarquês, os fundos o rejeitavam pela qualidade e não pelo defeito do projeto.

Foi justamente esta visão de outsider que levou milhões de pessoas se identificarem com a abordagem. Atualmente, a Vivino é a comunidade vinícola mais popular da web, com 26 milhões de integrantes. E possui o app da bebida mais baixado do planeta (experimente: é gratuito e identifica mais de 1 milhão de rótulos).

“Por sua natureza, as inovações sempre encontrarão críticos. Então o negócio é não desanimar ao ouvir "não”, finaliza o co-founder da Vivino. Da próxima vez em que for beber com os amigos, jogue o assunto: “Quem é a maior referência digital em vinhos: um enólogo, um sommelier ou um …leigo?”.

 

 

 

Fontes:

http://www.telegraph.co.uk/connect/better-business/top-tips-for-creating-a-successful-app/

https://catracalivre.com.br/geral/gastronomia/indicacao/identifique-o-nome-de-vinhos-com-o-app-gratuito-vivino/