Prepare-se para 2021: tendências e formas de se planejar

“Antes da batalha, o planejamento é fundamental. Assim que começa o tiroteio, os planos são inúteis”
O que vale sempre é ver se os fundamentos que são indícios da previsão seguem válidos - se sim, a tendência é que aquele ponto venha a se confirmar. Se não, vamos novamente traçar os cenários possíveis (3283197d_273/iStockphoto)
O que vale sempre é ver se os fundamentos que são indícios da previsão seguem válidos - se sim, a tendência é que aquele ponto venha a se confirmar. Se não, vamos novamente traçar os cenários possíveis (3283197d_273/iStockphoto)
F
Fast ForwardPublicado em 21/12/2020 às 15:36.

Todo dezembro segue a mesma lógica. Entramos em modo reflexivo ponderando como foi o ano atual, enquanto começamos a estimar o que vai acontecer na temporada seguinte. Entre análises, promessas e celebrações (espero que dessa vez mantendo o distanciamento social), sempre surgem também as “Tendências do Próximo Ano” em todas as esferas, e você começa a planejar e preparar o ano seguinte inteiro, como se tivesse uma bola de cristal. 

Bom, sabemos de uma coisa: fatalmente boa parte do seu planejamento estará incorreto ou inconsistente. E tudo bem! 

As coisas mudam muito rápido no mundo hoje, e em todas as esferas possíveis - e todas elas estão interligadas. Uma mudança biológica (como a covid-19) tem efeitos na economia, tecnologia, política, negócios e por aí vai.

Já teria dito o ex-presidente americano Dwight Eisenhower: “Antes da batalha, o planejamento é fundamental. Assim que começa o tiroteio, os planos são inúteis”. 

O fato das coisas mudarem mais rápido do que podemos prever não quer dizer que você não precisa planejar e se antecipar aos cenários possíveis de riscos e oportunidades. Muito pelo contrário: quer dizer, sim, que esse plano que você criou serve como norte, e não como caminho único - e que é necessário se adaptar e responder às mudanças, como prevê um dos mandamentos do Manifesto Ágil. 

Planejar é o ato de analisar cenários e traçar rotas. Então vamos começar falando dos cenários: embora a velocidade e volatilidade do mundo tenham aumentado de maneira significativa, ainda é possível traçar algumas tendências. 

A maneira certa de se ler qualquer report de tendências é olhar para probabilidades e tentar entender “de onde veio” cada um dos pontos citados. Uma série histórica, uma crescente repentina, uma mudança de fatores na cadeia que influencia em outro ponto: esses são alguns dos indícios de maior chance daquela tendência se confirmar. 

Para te ajudar na aquisição de informações para traçar os seus próprios cenários, EXAME e ACE criaram o report de 12 Tendências para 2021, focado nos universos de tecnologia, negócios, inovação e empreendedorismo. Todas elas com alto embasamento e análise e nada de bola de cristal ou simpatias. 

Anywhere office, a crescente dos vídeos e modelos online, e uma explosão de deals de tecnologia tanto no mercado público (Bolsa de Valores) quanto privado (fusões e aquisições) são alguns dos pontos levantados no material. 

O que vale sempre é ver se os fundamentos que são indícios da previsão seguem válidos - se sim, a tendência é que aquele ponto venha a se confirmar. Se não, vamos novamente traçar os cenários possíveis. 

Eu sou muito fã de Nassim Nicholas Taleb e o seu conceito de antifragilidade, que é quando você melhora a partir de um fator estressor. Devemos seguir isso também em nossas jornadas. Para ter um plano mais antifrágil, recomendo que você comece com um bom diagnóstico, trace um objetivo e uma métrica central para o seu negócio (ou até para a sua vida pessoal, vá lá), e tenha premissas e políticas para alcançar estes objetivos. 

O caminho vai ser alterado ao longo do tempo, mas o ponto de partida e o ponto de chegada seguem majoritariamente os mesmos. Uma boa prática é fazer revisões trimestrais desse plano, ou em casos de muita volatilidade, até mensais. E nos pequenos sprints, ciclos de aprendizado rápido de poucas semanas, veja o andamento dos detalhes. 

Então, em um resumo, para que você possa embalar o seu momento de reflexão sobre 2020 e o que nos espera em 2021 com mais insights: 

Bônus: se você quer amplificar o seu desenvolvimento pessoal, não deixe de conferir o MAPA, uma ferramenta criada pela Exame e ACE para um diagnóstico claro que vai desde o seu propósito até o acompanhamento de metas, objetivos e resultados.