'Capa do Dia' da EXAME faz um ano com 290 reportagens especiais

Projeto reforça o investimento em reportagens aprofundadas no dia-a-dia, complementando a agilidade da cobertura online
Capas do Dia: diversidade de temas, personagens e histórias para complementar nossa cobertura online (Exame/Exame)
Capas do Dia: diversidade de temas, personagens e histórias para complementar nossa cobertura online (Exame/Exame)
Por Blog da ExamePublicado em 01/02/2022 08:00 | Última atualização em 01/02/2022 09:34Tempo de Leitura: 3 min de leitura

“Pois é, muito tabu por causa de umas cores na cara”. A primeira Capa do Dia da EXAME, publicada em 1/2/2021 mostrou de largada o tamanho das ambições, e das possibilidades, do novo projeto.

Daniel Silveira, presidente da Avon Brasil, aparecia maquiado em foto feita por Leandro Fonseca e em reportagem de Graziella Valenti. Era uma forma de mostrar que os produtos da empresa são democráticos e que os tabus estão caindo nas empresas — e no jornalismo.

Silveira foi personagem da primeira Capa do Dia da EXAME, publicação que há 54 anos é referência na cobertura de economia e negócios. Nos últimos dois anos a publicação passou por uma série de mudanças que trouxeram modernidade e inovação à sua cobertura.

Uma delas foi transformar a tradicional revista impressa em mensal, com mais reportagens de fôlego e temas especiais ligados a eventos e outras ações multiplataformas. Em paralelo, o site Exame.com ampliou o investimento em grandes reportagens, com a publicação de uma capa por dia, de segunda a sábado -- aos domingos publicamos entrevistas especiais com grandes nomes da política, economia e finanças.

A profusão de capas mostra o compromisso da EXAME de tratar em profundidade  — e em variedade — os assuntos que estão no dia-a-dia de seu leitores. "As capas são sempre um marco na cobertura de negócios. Levamos o sonho de ser capa da revista para o dia-a-dia, de forma como só a Exame poderia fazer", diz o diretor de redação, Lucas Amorim.

As últimas capas do dia dão uma mostra da variedade de temas tratados. Elas tratam do Ano Novo Chinês, de um novo aporte na Gupy, da luta de Whindersson Nunes e Popó. Ao longo de 12 meses, as capas falaram de tecnologia, de empreendedorismo, de estilo de vida, de mercados, de política, de economia, de ESG. De empresas como Via, Tesla, Bibi, Heineken, Leão, Chilli Beans, General Electric. De burnout, de inflação, de eleições no Chile, do sobe e desce das criptomoedas, de como a covid afeta o agro, o trabalho, as viagens.

"A Exame tem um olhar amplo e inovador para o ambiente de negócios e empreendedorismo. Nossas capas, tanto as impressas quanto as digitais, reforçam nossa identidade", diz Amorim.

As capas do dia tiveram um primeiro ano de ótimos números em audiência. A reportagem campeã de acessos, da repórter Maria Clara Dias, conta a história da empreendedora baiana Daniela Lacerda, que aos 29 anos comanda a rede de supermercados Corujão. Sozinha, teve 3,3 milhões de acessos e ajudou a impulsionar os negócios de Daniela e a ampliar o debate sobre a presença de mulheres, e de nordestinos, como protagonistas da cobertura de negócios.

“Graças à visibilidade, a Daniela Lacerda acelerou o plano de negócios”, diz Leo Branco, editor de negócios da EXAME. “Em 2022, histórias como essa estarão ainda mais presentes em nossas capas”, diz Leo Branco.