Ciência

Um meteorito da Lua é colocado à venda por 2,5 milhões de dólares

O meteorito de 13 quilos foi encontrado no deserto do Saara e agora foi colocado à venda pela empresa de leilões Christie's

Meteoritos: pedaço da Lua será leiloado por mais de 2 milhões de dólares (Getty Images/Reprodução)

Meteoritos: pedaço da Lua será leiloado por mais de 2 milhões de dólares (Getty Images/Reprodução)

ME

Maria Eduarda Cury

Publicado em 1 de maio de 2020 às 07h09.

Última atualização em 1 de maio de 2020 às 07h09.

Um dos maiores meteoritos da Lua começou a ser vendido na quinta-feira pela empresa global de arte Christie's. Valendo 2 milhões de libras, que é o equivalente a 2,49 milhões de dólares, o meteorito é conhecido como NWA 12691 e cientistas acreditam que esse é o quinto maior pedaço de Lua já encontrado na Terra.

Com um peso de mais de 13,5 quilogramas, acredita-se que o meteorito chegou à Terra depois de uma colisão de um cometa ou asteroide na superfície lunar e acabou caindo no deserto do Saara, na África. James Hyslop, chefe de ciência e história natural da Christie's, segurou o meteorito em suas mãos e comentou que é uma experiência inesquecível. "É um pedaço real da Lua. É quase do tamanho de uma bola de futebol, mas um pouco mais oval e maior que a sua cabeça", disse Hyslop.

O meteorito foi encontrada por um localizador anônimo, e percorreu um caminho de cerca de 240 mil milhas entre a Lua e a Terra. Para identificar sua origem, os cientistas decidiram compará-la com amostras de rochas que foram trazidas para a Terra pelas missões espaciais Apollo. De acordo com Hyslop, os astronautas trouxeram para os Estados Unidos cerca de 400 quilogramas de rocha lunar durante as décadas de 1960 e 70.

Confira, abaixo, uma imagem do meteorito:

Meteorito NWA 12691

(Christie)

Os cientistas analisaram, então, suas composições químicas e isotópicas e perceberam a semelhança com o meteorito lunar, que são considerados mais raros - apenas um em cada mil meteoritos encontrados na Terra são originários da Lua. "Esperamos um grande interesse internacional por parte dos museus de história natural para o meteorito. É um troféu maravilhoso para quem estiver interessado em história espacial ou exploração lunar", acrescentou Hyslop.

Além do NWA 12691, a Christie também oferecerá, em uma venda particular, um grupo de 13 meteoritos estéticos de ferro, que deve valer cerca de 1,4 milhão de libras. É possível acompanhar atualizações sobre a venda e futuros leilões por meio do site oficial.

Acompanhe tudo sobre:LeilõesLuaMeteoritosPlaneta Terra

Mais de Ciência

Colisão de asteroides é flagrada pelo telescópio James Webb

Componente de protetores solarares encontrado em alimentos gera preocupação nos EUA

Nova promessa de tratamento para Alzheimer avança nos EUA. Como o medicamento funciona?

Por que uma dieta baseada em vegetais nem sempre é saudável?

Mais na Exame