Ciência

Este é o mínimo de exercício para evitar a depressão

Estudo liga a prática de atividade física como forma de manutenção da saúde mental

 (Reprodução/Thinkstock)

(Reprodução/Thinkstock)

Lucas Agrela

Lucas Agrela

Publicado em 4 de outubro de 2017 às 05h55.

Última atualização em 4 de outubro de 2017 às 05h55.

São Paulo – Pesquisadores do Reino Unido, Austrália e Noruega concluíram que uma hora de exercício por semana é o mínimo necessário para evitar que você desenvolva depressão.

O estudo analisou dados da população norueguesa de um amplo levantamento conduzido entre os anos de 1984 e 1997. O objetivo era avaliar a relação entre a atividade física e problemas de saúde mental, como ansiedade e depressão.

Já era sabido que o exercício é uma das formas de minimizar os efeitos negativos da depressão, mas esse estudo liga a atividade à prevenção dessa condição mental.

Para conduzir o estudo, foram analisados dados de 33.908 mil pessoas–sem registros prévios de problemas de saúde mental.

O estudo foi publicado no American Journal of Psychiatry.

 

Acompanhe tudo sobre:Bem-estarDepressãoPesquisas científicasSaúde

Mais de Ciência

Cientistas descobrem planeta com temperatura similar à da Terra e potencialmente habitável

Ozempic reduz risco de morte para pessoas com diabetes, revela estudo

Einstein estava certo sobre a gravidade em buracos negros, diz estudo

'Saquinho' de nicotina ganha adeptos para perda de peso

Mais na Exame