Ciência

Cientistas estão alterando genes de plantas para torná-las enormes

Pesquisa atraiu a atenção da Fundação de Bill Gates

. (John Harding/Getty Images)

. (John Harding/Getty Images)

São Paulo - Na agricultura, cientistas têm usado a engenharia genética para criar plantas mais robustas e nutritivas há décadas. Porém, a ideia agora é usar a tecnologia para criar vegetais gigantes e aumentar o rendimento dos alimentos.

Cientistas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, acabam de publicar um artigo em que explicam como acrescentaram novas instruções de DNA a amostras de tabaco para persuadi-las a crescer como resposta às mudanças de iluminação. Os experimentos levaram a aumentos de até 40%, como conta o site Futurism.

O trabalho dos pesquisadores atraiu a atenção da Fundação Bill & Melinda Gates, que contribuiu com cerca de 80 milhões de dólares (cerca de 300 milhões de reais) para a pesquisa. Uma das tarefas da Fundação do criador da Microsoft é melhorar a segurança alimentar global.

O próximo passo é fazer alterações semelhantes no código genético de outras plantas, incluindo soja e feijão de corda - embora os pesquisadores alertem que pode levar décadas até que as agências reguladoras liberem as grandes plantas para consumo humano.

Acompanhe tudo sobre:AgriculturaDNAGenética

Mais de Ciência

Virgin Galactic faz último voo espacial antes de um hiato de dois anos

Gel pode virar tratamento contraceptivo para homens

Beber álcool antes de dormir no avião traz risco para a saúde, revela estudo

Painel da FDA rejeita MDMA para tratar estresse pós-traumático

Mais na Exame