Acompanhe:
seloCarreira

Fazer referência apenas a lugar: uma orientação que vem há tempos. Vem há tempos, com a pretérita referência do haver, descolada da má companhia do “atrás”.

Cuidadosos jamais deixariam amigo “onde” distante da ideia de lugar. O problema, apesar disso, está em incomodar-se com as incorreções. E foi assim na vida de João, infelizmente.

Onde ou aonde: entenda os usos com esta crônica

A melancolia iniciou-se quando ele, João, entrou em um táxi:

- Esta é uma situação aonde fico chateado. O senhor se atrasou demais! – vociferou o motorista.

João notara, de imediato, o pronome maldito, incorreto aos moldes do padrão. Pediu a palavra, mas o motorista foi rápido:

– Endereço? Rua do Cais?

– Do Cais e do caos. – afirmou João.

– Sim, seu João. Esta cidade é caótica, mas o senhor não disse a profissão onde o senhor gosta.

A paciência foi ao fim. João balançou os braços:

– Sou bancário e bibliófilo. Amante dos pronomes.

O motorista diz, sorrindo:

– Amante de quê?

João insiste:

– Dos pronomes, ué!

O taxista, demonstrando interesse, complementa:

– Ah, sim! Eu, tu, ele, vós...

Bastou aquela pitada gramatical, para João emocionar-se:

– Quer dizer, então, que o senhor admira os pronominais?

O diálogo escorre firme, enquanto o calor fluminense dá o tom ao papo:

– Sou fã deles. Lembro até aquele poema de Andrade sobre o “me dá um cigarro...”

– Que maravilha! O modernismo é algo fantástico! Admiro aqueles que se esbaldam na literatura. – quase assim versifica o passageiro bibliófilo.

– Estudei muito a nossa Língua, seu João. Estudei no Dom Pedro II. Recordo cada regra ali aplicada.

– Muito bem! Permite-me uma pergunta?

– Claro, seu João!

– Por que, diante de um saber tão apurado, o amigo usou, de forma tão deselegante, o pronome relativo nas duas sentenças iniciais deste educativo papo?

– De propósito, meu caro! Assim que verbalizei as sentenças, reconheci as afinidades e pude reconhecer que o senhor sofre do mesmo mal.

– Que mal?

– O vício gramatical.

Bem perto do endereço, aquelas almas abraçam-se. O motorista nega-se a cobrar e corrige-se, para a surpresa naquele dia tórrido:

– Este é o carro em que reconheço amigos de livros e de almas.

Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal!

DIOGO ARRAIS
http://www.ETIMO.com.br
YouTube: MesmaLíngua
Professor de Língua Portuguesa


Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Governo apresenta nova proposta para servidores da educação, com 9% de reajuste em 2025
Brasil

Governo apresenta nova proposta para servidores da educação, com 9% de reajuste em 2025

Há um dia

Ministério Público cobra explicações do governo de SP sobre uso do ChatGPT para produzir aulas
Brasil

Ministério Público cobra explicações do governo de SP sobre uso do ChatGPT para produzir aulas

Há um dia

Greve nas universidades federais: professores iniciam paralisação por reajuste salarial
Brasil

Greve nas universidades federais: professores iniciam paralisação por reajuste salarial

Há 5 dias

Resposta aos gargalos das empresas, novo programa de aprendizagem conecta o jovem com a IA
seloApresentado por CIEE

Resposta aos gargalos das empresas, novo programa de aprendizagem conecta o jovem com a IA

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais