Fazenda rosa e vertical: agronegócio mudou e busca profissionais para ganhar mais de R$ 10 mil

A digitalização do setor aumentou a demanda por soluções inovadoras para o campo; masterclass gratuita ensina como fazer carreira no agronegócio
Pink Farms: fazenda no meio da capital paulista é rosa, vertical e representa inovação do agronegócio (Leandro Fonseca/Exame)
Pink Farms: fazenda no meio da capital paulista é rosa, vertical e representa inovação do agronegócio (Leandro Fonseca/Exame)
D
Da Redação

Publicado em 19/08/2022 às 14:00.

Última atualização em 19/08/2022 às 14:51.

É comum ouvir que o agro é pop, mas, no Brasil, ele representa muito mais do que isso. O agronegócio é responsável por um terço da economia nacional (27% do PIB) e entre 2020 e 2021 teve o melhor resultado de sua história, com crescimento de 8,4% em meio ao cenário pandêmico. 

Como país tropical, o Brasil é propício para o cultivo da maioria dos produtos agrícolas e também para a pecuária, configurando-se como um dos maiores exportadores agrícolas mundiais. De 2010 a 2020, o setor foi responsável por 50% das exportações brasileiras. 

Com tamanha importância no país, o agronegócio ainda é caracterizado como a produção de alimentos, mas o setor vai muito além e produz matéria-prima utilizada por outros setores, como o farmacêutico, de cosméticos, têxtil, de biocombustíveis e madeireiro. Além disso, o destaque vai principalmente para a digitalização do setor nos últimos anos e para o surgimento das agrotechs, startups focadas em desenvolver soluções inovadoras para o agronegócio. 

Ou seja, o agro está cada vez mais digitalizado, inovador e trazendo soluções com foco no campo e na otimização da produção agrícola, o que abre espaço para os chamados negócios agro digitais. Nesse contexto, tecnologias, novos conceitos e soluções inovadoras foram trazidas para o agronegócio. Separamos quatro oportunidades e projetos já em andamento que podem render um bom lucro para quem quer aproveitar a revolução do setor. Confira: 

Masterclass gratuita: inscreva-se e aprenda a construir uma carreira no agronegócio sem precisar se mudar para o campo

Pink Farms

Uma fazenda, no meio da cidade de São Paulo, e toda rosa. Essa é a Pink Farms, e ela não se chama assim por acaso. Não é moda, militância ou marketing. A operação da startup, que é uma fazenda vertical urbana fundada em 2017, é toda rosa. E rosa fica quem a visita. A tonalidade vem da mistura das cores azuis e vermelhas, perfeitas para produção de folhosas, e se espalha pelo galpão localizado em plena Vila Leopoldina, na capital paulista. 

Agricultura vertical

A agricultura vertical é a prática de cultivar uma plantação verticalmente em um ambiente controlado que é modificado para aumentar o rendimento da colheita. É uma prática testada como a solução para aumentar a produtividade sem degradar a terra. Ao invés de solo, são usados meios de cultivo aeroponicos, hidropônicos ou aquaponicos. Além disso, a agricultura vertical requer 95% menos água que a tradicional, mas, para se desenvolver ainda mais, precisa de profissionais qualificados. Quer ser você esse especialista? Participe da masterclass gratuita Carreira em Digital Agribusiness.

Agricultura de precisão

Já a agricultura de precisão trata do gerenciamento agrícola. As ferramentas deste modelo permitem que o produtor rural acompanhe o processo de produção de maneira precisa, coletando e analisando as informações através de tecnologias que facilitam a tomada de decisão e proporcionam mais eficiência, lucro e sustentabilidade. 

Aquicultura

A aquicultura é outra tendência do agronegócio, e consiste no cultivo de organismos aquáticos (como peixes, moluscos e algas) em locais privados. A técnica permite uma produção lucrativa, mas com foco na conservação dos recursos naturais e na promoção do desenvolvimento social. E essa é apenas uma das várias soluções inovadoras que estão aparecendo no agronegócio para resolver o problema do desgaste dos recursos naturais. O processo ainda está em desenvolvimento e, por isso, a procura por profissionais está em constante crescimento.

Participe da Masterclass gratuita da EXAME e veja como se especializar para lucrar com a digitalização do agro. 

Como fazer carreira na revolução do agronegócio

O fato é que o agronegócio está passando por uma verdadeira revolução. Mas para que ela aconteça, o setor precisa de profissionais que entendam a nova realidade do agro e dos campos, como usar a tecnologia para otimizar a produção e como encontrar soluções inovadoras pensando não apenas nos lucros, mas também na preservação dos recursos naturais. 

Todo esse cenário abre a oportunidade para aqueles que querem iniciar uma nova e promissora carreira, sem sair das grandes cidades, afinal, a solução para o agronegócio não está apenas no campo. Pensando em quem quer buscar a oportunidade de fazer carreira na nova era do agronegócio, a EXAME organizou a masterclass gratuita Carreira em Digital Agribusiness

A aula, que será 100% online, está marcada para o dia 5 de setembro, às 19h30. Nela, os alunos aprenderão com Francisco Jardim, sócio-fundador da SP Ventures, uma das gestoras de Venture Capital mais tradicionais do país especializada no agronegócio. Os participantes da masterclass, terminarão a aula sabendo:

  • Como a revolução tecnológica do agronegócio brasileiro abre oportunidades de fazer carreira em profissões que eram inexistentes até pouco tempo atrás.
  • Como planejar uma carreira de sucesso no Digital Agro e ter remuneração que pode passar dos R$ 10 mil por mês.
  • Como se destacar no agro sem ter formação veterinária ou em agronomia. Há oportunidades para profissionais de TI, engenheiros, economistas, empreendedores e muito mais.
  • Qual a melhor forma para fazer a transição de carreira e começar a faturar com o agronegócio brasileiro sem largar seu emprego atual e sem se mudar para o campo.  

Conheça mais sobre o professor

Desde 2007, Francisco Jardim vem investindo em startups de tecnologia para o agronegócio, as chamadas Agritechs. Na Masterclass Carreira em Digital Agribusiness, o especialista vai compartilhar com você as grandes oportunidades de carreira e empreendedorismo que estão abrindo no setor que é responsável por cerca de um terço do PIB brasileiro. 

QUERO PARTICIPAR DA MASTERCLASS CARREIRA EM AGRIBUSINESS