Brasil

Tribunal Regional Federal afasta juiz da Lava Jato em Curitiba

Eduardo Appio terá prazo de 15 dias para apresentar defesa

A decisão foi tomada na tarde de ontem após uma representação feita pelo desembargador Marcelo Malucelli (Justiça Federal do Paraná/Divulgação)

A decisão foi tomada na tarde de ontem após uma representação feita pelo desembargador Marcelo Malucelli (Justiça Federal do Paraná/Divulgação)

Agência Brasil
Agência Brasil

Agência de notícias

Publicado em 23 de maio de 2023 às 06h38.

Última atualização em 23 de maio de 2023 às 08h38.

O Conselho do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu nesta segunda-feira, 22, afastar o juiz Eduardo Appio, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na 13ª Vara Federal em Curitiba.

Com a decisão, Appio terá prazo de 15 dias para apresentar defesa no processo de investigação que apura sua conduta. A íntegra da determinação ainda não foi divulgada.

Decisão do TRF

A decisão foi tomada na tarde de ontem após uma representação feita pelo desembargador Marcelo Malucelli, que, no mês passado, pediu para deixar a relatoria de processos oriundos da operação após a divulgação de ter relações pessoais com a família do senador Sergio Moro (União-PR), fato que o impediria de analisar os casos.

O afastamento de Appio foi baseado na acusação de que o magistrado teria entrado em contato com o filho do desembargador para confirmar o parentesco entre os dois. O advogado João Malucelli é sócio de Moro em um escritório de advocacia.

A Agência Brasil tenta contato com a assessoria do juiz.

LEIA TAMBÉM:

Acompanhe tudo sobre:Operação Lava JatoJustiça

Mais de Brasil

SP inicia campanha de vacinação contra paralisia infantil

Rio Grande do Sul tem novo alerta de perigo para chuvas e ciclone

Em depoimento, Lessa diz que controlaria milícia e receberia US$ 10 milhões para matar Marielle

Como vão funcionar os embarques e desembarques em Canoas?

Mais na Exame