Brasil

Senado aprova projeto que prevê plano para conter mudança climática

Texto teve voto contrário simbólico do senador Flávio Bolsonaro e volta à Câmara por ter sido alterado

Plenário do Senado Federal, em Brasília (DF) (Jefferson Rudy/Agência Senado/Flickr)

Plenário do Senado Federal, em Brasília (DF) (Jefferson Rudy/Agência Senado/Flickr)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 15 de maio de 2024 às 19h53.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

O Senado aprovou nesta quarta-feira o projeto que estabelece diretrizes para um plano nacional voltado para combater as mudanças no clima. O texto foi aprovado pela Câmara no final de 2022 e ganhou impulso em meio às enchentes no Rio Grande do Sul.

A proposta foi aprovado mais cedo pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). No colegiado, o relator, senador Jaques Wagner (PT-BA), acatou sugestão do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) para incluir o setor empresarial na implementação do plano nacional. Com essa mudança, o texto volta agora para nova análise da Câmara.

Em plenário, o projeto foi aprovado de forma simbólica, sem a contagem dos votos, mas teve o registro do voto contrário de Flávio Bolsonaro.

De autoria da deputada Tabata Amaral (PSB-SP), a iniciativa regulamenta a criação de um plano para integrar ações para mitigar os efeitos das mudanças climáticas. A ideia é estabelecer balizas que devem ser seguidas pelo governo federal, estaduais e municipais, além dos setores econômicos para definir uma ação integrada em relação ao tema.

Acompanhe tudo sobre:Mudanças climáticasEnchentes no RSRio Grande do SulSenado Federal

Mais de Brasil

STJ torna governador do Acre réu por corrupção

Rio Grande do Sul reduz número de cidades em estado de calamidade pública; veja lista

Brasil tem que 'criar cidades resilientes', diz Marina Silva após inundações

Senado aprova suspensão da dívida do Rio Grande do Sul por 3 anos

Mais na Exame